A pequena Ohana tinha apenas três anos quando foi atropelada mortalmente, na manhã dessa sexta-feira, dia 13. A menina estava no colo da avó, quando foram apanhadas por um trator desgovernado. A menina morreu no local, enquanto que a avó e uma outra amiga ficaram feridas. O acidente aconteceu no Morro do Vidigal, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A mãe de Ohana seguia mais atrás, com um outro filho, e assistiu a tudo, ficando em estado de choque. 

Como aconteceu o acidente

Rosemery Soares Pereira, de 45 anos, levava Ohana em seu colo e caminhava junto com uma amiga da #Família, Karina Natividade, de 21 anos. Mais atrás, seguia a mãe da menina com um outro filho. O acidente aconteceu a cinquenta metros da casa, onde moravam, e quando se dirigiam para a creche, onde iam deixar as crianças.

Publicidade
Publicidade

Rosemery morava com o marido, a filha e os dois netos, de acordo com uma fonte próxima da família, que falou com o jornal Globo

Segundo testemunhas que assistiram ao acidente, Rosemery e Karina estavam descendo a rua, com a menina, quando a retroescavadeira da Comlurb, responsável pela limpeza urbana, teria perdido o controle e foi bater nelas. A traseira do trator teria batido direta na cabeça de Ohana e a menina teria sofrido ferimentos demasiado graves. A criança foi levada de imediato para o hospital municipal, pelos policiais, mas acabou por não resistir e perdeu a vida pouco depois. 

A avó teria ficado mesmo presa debaixo do trator e se encontra ainda hospitalizada na emergência. Só com a a ajuda de bombeiros, moradores e de um macaco hidráulico, é que foi possível tirar a mulher debaixo do trator e os ferimentos são preocupantes. A amiga da família, Karina, ficou ferida na perna e foi no hospital, mas já teve alta, por seu estado não apresentar preocupações de maior. Também a mãe de Ohana está hospitalizada, após ter entrado em estado de choque. 

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas mas, para já se sabe, que a rua estava molhada e tinha óleo, o que facilitou que o veículo escorregasse na descida, que os moradores da rua estão considerando perigosa.

Publicidade

A empresa de limpeza está prestando todo o tipo de assistência para as vítimas e seus familiares.  #Casos de polícia