Nos Jogos Olímpicos da cidade do Rio de Janeiro de 2016, Nino Salukvasdze se tornará a mulher com mais participações em olimpíadas da história, somando oito participações desde quando a Olimpíada esteve na cidade de Seul, no ano de 1988.

Porém, essa olimpíada também é especial para a atiradora, pelo fato de competir ao lado de seu filho, o também atirador Tsotne Machavariani. Ou seja, para a esportista, essa oportunidade será ímpar, já que, provavelmente, estará passando o ‘bastão’ para a sua próxima geração.

A atiradora esportista defendeu três bandeiras diferentes nas sete Olímpiadas que participou. Salukvadze defendeu: Geórgia (de Atlanta 1996 a Londres 2012, União Soviética (Seul 1988), e Comunidade dos Estados Independentes (em Barcelona 1992).

Publicidade
Publicidade

Nas Olimpíadas Rio 2016, aos 47 anos, ela estará representando novamente a Geórgia, pela sexta vez consecutiva em sua carreira como profissional do esporte.

Salukvadze estreou em Seul 1988, quando tinha apenas 19 anos. De modo surpreendente, foi nesta oportunidade onde ela pode conquistar os melhores resultados de sua vida olímpica: prata na pistola de ar 10 metros e ouro na pistola esportiva. Na oportunidade, ela havia competido pela extinta União Soviética e só voltou a conquistar uma medalha nos Jogos olímpicos vinte anos depois, em Pequim 2008: bronze na pistola de ar 10 metros.

Resta pouco tempo para o início da Rio 2016

Com data prevista para 5 de agosto do corrente ano, os Jogos Olímpicos da cidade do Rio de Janeiro de 2016 esrão prestes a iniciar. De acordo com os organizadores do evento, o processo de estruturação está praticamente pronto e a situação agora entra em uma fase ‘operacional’, onde as questões políticas que acontecem no Brasil já não influenciam mais os processos que se referem aos Jogos.

Publicidade

No entanto, são exatamente duas questões que deixam os organizadores do evento um tanto quanto preocupados: a questão do zika vírus, que desde o início do ano que perturba políticos e organizadores, como também a questão da violência em algumas partes da cidade maravilhosa. #Rio2016