Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não é um evento aguardado apenas pelos esportistas. Quem trabalha com o turismo na cidade maravilhosa também está contando os dias para a abertura do Jogos, que será realizada no dia 5 de agosto. A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) divulgou nessa quarta-feira (11) que 90% da capacidade dos hotéis para o período do evento á está ocupada.

Segundo o diretor de marketing e relações públicas da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Sérgio Flores, a expectativa é que não exista nenhuma acomodação vaga na rede hoteleira da cidade. A previsão é que 350 a 500 mil turistas venham prestigias os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, segundo a Embratur.

Publicidade
Publicidade

A ABIH-RJ divulgou os números de reservas para os quartos em hotéis 5 estrelas. Segundo a Associação, 98% das acomodações já estão reservadas. Já nos hotéis 3 estrelas, com acomodações mais modestas para os turistas que não pretendem gastar muito com locação, mas também não querem ficar mal instalados, 87,94% dos quartos estão ocupados. Se você está nessa lista de pessoas que preferem gastar com outras prioridades, então corra, pois são pouco mais de 10 % de vagas.

A ABIH-RJ também divulgou os bairros com a maior taxa de ocupação. Os famosos bairros de Ipanema e Leblon estão no topo da lista, com, 98,33% de quartos ocupados. A Barra da Tijuca, área central dos jogos e região onde serão disputadas diversas modalidades está com 96,69% de taxa de ocupação.

O Comitê Olímpico Internacional exige que a cidade sede dos Jogos tenha disponível durante o evento 27 mil quartos para os turistas.

Publicidade

Segundo a Embratur, no Rio de Janeiro, esse número será de 52 mil, 20 mil a mais do que no período da Copa.

Comparativo com a Copa do Mundo

Segundo a Rio Convention & Visitors Bureau, não existe comparação entre a procura de vagas em hotéis durante as Olimpíadas e a Copa do Mundo. Em um estudo apresentado pela consultoria, a taxa de ocupação no período dos Jogos Olímpicos será 200 vezes maior do que o período da Copa do Mundo. #Rio2016