Na mesma linha do que fez a Austrália, que se pronunciou sobre a Vila Olímpica assim que a conheceu, outros países também vão externando suas impressões assim que chegam no complexo que vai abrigar os atletas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira, a Argentina fez críticas, enquanto a África do Sul fez elogios, por exemplo.

A Argentina terá cinco andares ao dispor dos seus atletas, mas, segundo informações de Gerardo Werthein, presidente do Comitê Olímpico da Argentina (COA), dois deles estão “inabitáveis”. Ainda de acordo com o dirigente, os problemas dos apartamentos ficaram evidentes depois que alguns testes foram feitos.

Publicidade
Publicidade

“Ainda que os nossos apartamentos parecessem prontos tanto por dentro como por fora, bastou que fizéssemos alguns testes para que aparecessem problemas no trabalho. Temos cinco andares disponíveis, mas dois deles estão inabitáveis”, destacou Werthein.

O dirigente argentino acrescentou que todos os atletas do seu país ficarão hospedados na Vila, mas que alguns integrantes do staff serão retirados de lá. Werthein disse que a delegação está tentando alugar apartamentos em hotéis próximos, no entanto, as dificuldades são grandes dada a proximidade com o começo dos #Jogos.

África do Sul não faz críticas

Diferente da Austrália e da Argentina, que apontaram críticas quanto à infraestrutura da Vila dos Atletas, a África do Sul não teve queixas a fazer assim que conheceu os cômodos dos seus representantes.

Publicidade

Em nota oficial, eles fizeram questão de elogiar o que viram.

“Ao contrário dos relatos publicados na mídia de que a Vila era inviável, o bloco de apartamentos destinado à África do Sul tem ótima acomodação, com suítes e grandes apartamentos, wi-fi, varandas, recepção, etc”, consta na nota. #Rio2016