Um dia depois de disparar fortes críticas quanto à organização da Vila Olímpica no Rio de Janeiro, a Austrália mudou o tom nesta segunda-feira e apontou evoluções no prédio em que sua delegação ficará hospedada nos dias dos #Jogos. Kitty Chiller (foto), chefe de delegação do país da Oceania, disse que houve avanços em 24 horas e reforçou que é provável que os seus atletas retornem em definitivo à Vila na quarta-feira – no momento, eles seguem em hotéis próximos.

No domingo pela manhã, foi aberta oficialmente a Vila Olímpica e as delegações foram liberadas a se alojarem nos prédios. No entanto, a Austrália se recusou a permanecer após detectar e apontar problemas como escadas sem luz, vazamentos nas paredes, falta de eletricidade e pisos sujos.

Publicidade
Publicidade

O episódio gerou polêmica inclusive com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que disse que ajustes seriam feitos e que ele até estava com vontade de colocar um canguru na frente do prédio da Austrália.

“Está sendo um dia bastante positivo (sobre esta segunda-feira). Vários australianos passearam pela Vila dos Atletas e voltaram com um sorriso no rosto, porque sentiram que evoluções estão acontecendo nessas 24 horas passadas. A essa hora (cerca de 16h desta segunda) amanhã, esperamos que o prédio inteiro esteja pronto. Houve um fantástico avanço hoje. Fizeram um esforço e os trabalhos feitos foram bons. De acordo com nosso planejamento, vamos voltar para Vila na quarta-feira”, elogiou Chiller.

No momento, o próprio comitê australiano está arcando com as despesas da hospedagem dos atletas em hotéis separados da Vila Olímpica.

Publicidade

Equipes australianas de vela, canoagem slalom e boxe já se encontram na cidade que receberá as Olimpíadas. A questão de um futuro reembolso por conta desses gastos imprevistos, no momento, não preocupa a delegação, segundo Chiller.

“Ninguém se voluntaria para pagar as coisas, não é?”, disse, aos risos. “A primeira coisa que fizemos foi garantir que a preparação dos nossos atletas não fosse prejudicada. Conversei com outras equipes que estão chegando e concordamos que precisávamos de espaço de acomodação para eles, bem como transporte, comida, médicos, etc, tudo que teríamos na Vila. (Questão do reembolso) resolveremos depois. Agora o que quero é deixar tudo pronto”, destacou a dirigente australiana.

O Comitê Rio 2016 informou que haverá uma ação em conjunto com a organização das Olimpíadas para estudar a forma de reembolso dos australianos. Mesmo depois de toda a polêmica de domingo e das duras críticas, Chiller acredita que tudo será resolvido e que os australianos poderão desfrutar de uma boa Vila Olímpica.

Publicidade

“Eu vinha falando nos últimos dois anos que essa poderia ser a melhor Vila dos Atletas das seis Olimpíadas que já estive. E eu sigo com o sentimento de que vai ser, desde que os problemas que apontamos forem corrigidos”, opinou.

Os problemas estruturais na Vila Olímpica não foram exclusividade da delegação australiana. Outros países alegaram situações complicadas e improvisaram para buscar a solução. De acordo com o periódico "La Gazzetta dello Sport", os italianos encontraram problemas estruturais e tomaram a iniciativa de contratar operários para trabalharem. Segundo a organização dos Jogos, aproximadamente 600 funcionários trabalham em regime de urgência na Vila para concluir os reparos até quinta-feira, quando faltará uma semana para a abertura oficial do evento. #Rio2016