Em meio a campanhas contra o estupro e assédio sexual contra mulheres, o Brasil se vê mais uma vez em um incrível caso o qual mais uma vez uma mulher acaba morrendo. Dessa vez foi uma diarista de nome Michelle Ferreira Ventura, de 30 anos, que residia na cidade de Niterói, no Rio de janeiro. Ela teria reagido a um assédio de um homem e levou algumas pauladas na cabeça como resposta. A moça foi parar no hospital, onde estava internada já faziam quatro meses. O criminoso foi preso e aguarda a conclusão da #Justiça.

A confirmação do falecimento da diarista Michelle Ferreira Ventura veio acontecer ainda nessa última sexta-feira (22) e, de acordo com o portal MSN, a jovem era assediada pelo criminoso diariamente e já não suportava mais tanta agressão.

Publicidade
Publicidade

O espancamento aconteceu no mês de março, e, desde lá, Michelle não conseguiu melhorar o seu quadro de saúde, que era grave no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal).

Nos últimos dois meses de vida quando estava internada, junho e julho, Michelle já não conseguia mais se comunicar com os seus familiares, médicos e enfermeiras por conta do agravamento de sua situação que a deixou sem fala. Ela apenas respondia a alguns estímulos fazendo delicados gestos quando era perguntada como estava. Um tempo depois de ter levado as pauladas pelo criminoso que a assediava, a diarista passou por uma delicada cirurgia para retirar alguns coágulos do local da pancada, no entanto, por conta disso, Michelle sofreu infecção e passou por algumas paradas cardíacas.

O suspeito de cometer o #Crime bárbaro é conhecido pelo nome de Leonardo Bretas Vieira Mendes, que foi preso e o seu julgamento irá acontecer nesse próximo mês de agosto.

Publicidade

De acordo com os familiares da diarista, Michelle conhecia o criminoso, mas que ela e Leonardo nunca tiveram nada mais sério do que uma simples amizade e, inclusive, ela não tinha interesse em ter algo mais sério com ele.. Isso teria irritado Leonardo, que, de acordo com informações contidas no portal G1, acreditava que a moça um dia poderia dar uma chance a ele.