Michele Ferreira Ventura era diarista, tinha 30 anos e moradora da Região metropolitana do Rio. Faleceu sexta-feira dia 22/07. O motivo chocou não somente a família da vítima como também toda a sociedade. Michele reagiu a uma cantada.

Bruna Ferreira, irmã da vítima, e outras testemunhas que estavam no momento do crime, na Ilha da Conceição, em Niterói, contaram à polícia que Michele Ventura não aguentava mais os assédios que sofria todos os dias e resolveu tirar satisfações com o homem que a assediava, Leonardo Bretas Vieira Mendes.

O criminoso, por não ter gostado da reação de Michele, a atacou com socos e pauladas. Segundo testemunhas, Leonardo Mendes queria matá-la, pois batia do lado direito da cabeça dela com um pedaço de madeira.

Publicidade
Publicidade

O crime aconteceu no domingo, 13 de março. Desde então, Michele Ventura estava internada em estado grave, no Hospital Estadual Azevedo Lima. “Ela passou por uma cirurgia para a retirada de coágulos, há pouco tempo, e reagiu bem, o problema é que ela teve muita infecção e acabou tendo essas paradas cardíacas", disse a irmã da vítima. Contudo, nos últimos meses, Michele Ventura reagia a alguns estímulos, mas não se comunicava mais. Michele Ventura faleceu e deixou três filhos.

Crime de feminicídio 

O ocorrido foi registrado como crime de feminicídio. Tal termo é frequentemente utilizado como sinônimo para “morte intencional de pessoas do sexo feminino”. Feminicídio é crime previsto no Código Penal Brasileiro, inciso VII , § 2º do Art 121. O inciso VI, § 2º do Art 121 também define feminicídio como "matar mulher por razões da condição de sexo feminino".

Publicidade

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Niterói (Deam) informou, em nota, que foi decretada a prisão temporária de Leonardo Bretas Vieira Mendes pela morte de Michele Ventura. Seu julgamento está marcado para o dia 25 de agosto de 2016. A defesa de Leonardo Mendes chegou a pedir a revogação. Mas, a delegada Nearis dos Santos Carvalho, responsável pelo caso, negou e destacou a audácia, frieza e a brutal #Violência do criminoso.