O adolescente Lucas Shoessler,  de 16 anos, principal suspeito da morte de Victória de Souza Barbosa, em Rio das Ostras, Região dos Lagos - RJ, entregou-se na delegacia de Alcântara, na 74ª DP, em São Gonçalo.

O jovem, que estava foragido desde o dia 22 de julho, confessou ter estrangulado a menor e contou que não houve participação de seu pai, também suspeito de ter ajudado ocultação do cadáver. 

O #Crime ocorreu na última terça-feira (19), na praia da Joana. O corpo só foi encontrado no sábado (23), dia em que Victoria completaria 16 anos de idade. 

Segundo a Polícia, o menor afirmou que marcou encontro com Victória às 13h do dia 19 de julho na Praia da Joana.

Publicidade
Publicidade

Ele informou à polícia que manteve relação sexual com a menina e logo em seguida discutiram, pois ela teria dito que estaria se mudando para a Europa, no final do ano, e estava grávida de três semanas.

Embora Lucas tenha informado que o motivo do crime tenha sido por "não poder ver o filho futuramente", o Laudo do IML informou que Victória não estava grávida.

A polícia ainda afirmou que o menor confessou ter dado uma gravata na namorada durante a discussão deixando-a desacordada. O adolescente aplicou o golpe na menina que teria ameaçado contar aos pais dele e também aos dela que ele é usuário de drogas.

Lucas informou à polícia de São Gonçalo que não tinha intenção de cometer o crime e que mentiu no depoimento que prestou na 123ª DP em Macaé. O menino falou que após o depoimento, quando chegou em casa, contou o fato verdadeiro para sua família.

Publicidade

O perfil de Lucas no Facebook recebeu várias ameaças de outros adolescentes, amigos da vítima, que procuraram o ultimo post do infrator para repudiar sua atitude. A mesma publicação apresenta mensagem de amigas dele em sua defesa, dizendo terem saído para beber juntos na terça-feira.

Mesmo havendo cometido o crime, Lucas compartilhou a notícia do sumiço da namorada, ainda no dia 22, mesma data em que fugiu.

De acordo com a delegada titular da 128ª Delegacia de Polícia, Juliana Rattes, o menor infrator foi preso preventivamente. Lucas está internado em uma instituição para recuperação de menores infratores. O local da instituição não foi revelado.

Tio de Lucas levou a polícia até o corpo 

O tio do menor foi quem informou a polícia que o sobrinho havia cometido o crime e levou os oficiais até o local do corpo.

A polícia ainda não descartou a possibilidade de o pai do namorado de Victória ter participado do crime. Também não descartou a possibilidade do crime ter sido motivado pela suposta gravidez da vítima que contou a amigos e familiares sobre sua gestação. #Casos de polícia