Depois de sofrer ataques em algumas cidades por onde passou e quase ser apagada em algumas ocasiões, a tocha olímpica, que circula pelo Brasil desde o início de maio, enfim foi apagada por manifestantes.

O fato ocorreu em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira (27). A tocha com a chama chegou ao estado para a reta final da caminhada rumo a cidade do Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos, e foi apagada por manifestantes no bairro de Japuíba.

O gerente de iluminação pública de Angra dos Reis, Cláudio Erick Braga fez críticas incisivas em seu perfil na rede social Facebook, chamando manifestantes de vira-latas.

Publicidade
Publicidade

  

Motivos

A manifestação que apagou a tocha olímpica, símbolo maior dos Jogos, que são realizados desde 1896 na era moderna, foi organizada por moradores de Angra Reis, cidade localizada no litoral sul do Rio de Janeiro.

Os moradores da cidade demonstraram insatisfação com problemas que têm ocorrido em Angra. O fechamento de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a suspensão de uma linha de ônibus do município estão entre eles.

Desabafo

Logo depois do protesto e de toda a confusão gerada, já que a passagem da chama olímpica foi interrompida, o gerente de iluminação da cidade governada por Conceição Rabha (PT), Cláudio Erick Braga, usou a rede social Facebook para criticar os manifestantes.

A postagem de Braga foi ao ar às 19h45 (horário de Brasília). “Críticas à parte, impedir a realização de um evento mundial, com atos de baderna e violência é o pedigree da ‘vira-latisse’”, disse o secretário.

Publicidade

Para ele, os responsáveis por organizar as manifestações são professores. “Estudantes estão sendo usados em ações nefastas e vergonhosas. A Tocha, símbolo olímpico Internacional, acima de disputas eleitorais e políticas, não deveria estar sendo afrontada por professores”.

A postagem teve diversos comentários. Alguns à favor do que dizia o funcionário municipal. Outras contra e com críticas incisivas à prefeitura.

Em outra postagem às 23h01, Braga fez uma alusão a Eduardo Cunha (PMDB), deputado que renunciou à presidência da Câmara recentemente e pode perder o mandato em breve, e Michel Temer (PMDB), presidente interino.

“Protestam contra a tocha, mas lambem o Cunha do Temer. Vira-latas”, postou o funcionário público municipal, em tom vulgar.

Caminho da Tocha

A Tocha Olímpica deve seguir em Angra dos Reis nesta quinta-feira (28). Ainda amanhã, a chama deve passar por Rio Claro, Resende, Barra Mansa e Volta Redonda. Sem polêmicas? #Rio2016