O #Acidente ocorreu na madrugada de sexta-feira (12), por volta de 5h da manhã, na Zona Oeste do Rio. O técnico de canoagem, Stefan Henze, e o cientista esportivo, Christian Käding, se envolveram em uma terrível batida de automóvel. Stefan Henze foi levado em estado grave pelos socorristas para o Hospital Municipal São Lourenço, na Barra da Tijuca, onde ocorreu o incidente. O ex-atleta, que agora atuava como técnico da equipe, teve traumatismo craniano, e, em estado gravíssimo, foi transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea.  Infelizmente, nessa segunda-feira (5), após cirurgia, o alemão, de 35 anos, não resistiu e veio a óbito.

Publicidade
Publicidade

Os dois fazem parte do time de canoagem Slalom. A delegação alemã não havia se pronunciado sobre o acidente no dia do ocorrido, mas se sabe que os dois estavam em um táxi na Avenida das Américas.

Toda a equipe alemã de slalom fez uma homenagem ao técnico. Disseram estar abalados com o ocorrido, enviaram mensagens de paz e apoio à família e lembraram a importância do mesmo para o time. A Confederação Alemã também se pronunciou e lamentou a morte do participante, através de palavras com muito sentimento e tristeza. Para prestar condolências, na terça-feira (16), a bandeira alemã será hasteada a meio mastro em todos os jogos e espaços olímpicos no Rio de Janeiro. O Comitê Olímpico, que atendeu a todas as demandas da equipe Alemã, também declarou apoio em coletiva de imprensa.

Publicidade

A Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, local da batida, também foi sede de outro acidente envolvendo jornalistas estrangeiros, nessa segunda-feira (15), ainda não se sabe detalhes do acidente. A imprensa internacional também lamentou a morte do técnico, estão todos muito chocados com a morte repentina.  Henze competiu nos Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas, ao lado de Marcus Becker, e foi vencedor em segundo lugar ganhando medalha de prata. O ex-atleta começou  a competir no esporte na década de 90, e ganhou seis medalhas em campeonatos Mundiais de ICF com um ouro em 2003, quatro pratas, e um bronze. A família toda competia pela modalidade. Seu pai Jürgen Henze, por exemplo, foi campeão mundial em 1975, e seu irmão, Frank Henze, também já venceu inúmeras competições. #Crime