As imagens que foram captadas pelas câmeras de segurança mostram o momento em que o motorista da Uber, Iuri Martins Pereira Alcântara, 24 anos de idade, tomou vários tiros e acabou morrendo em seguida. O autor dos disparos foi identificado como Mayk Frem dos Santos, de 38 anos, motorista de transporte alternativo, que está foragido. O #Crime aconteceu em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro.

A situação aconteceu na noite de sábado, dia 20 de agosto, no centro de Niterói. Nas imagens das câmeras de segurança é possível perceber o momento em que os dois motoristas iniciam uma discussão, que vai ficando mais enérgica; eles se movimentam bastante durante a discussão.

Publicidade
Publicidade

Parecem gritar um com outro, até que há uma tentativa de briga corporal. Porém, Mayk, que está armado, saca a arma e atira seis vezes contra Iuri, que morreu logo após o crime. Um amigo de Iuri ainda tenta intervir dando cadeiradas no autor dos disparos, que revida atirando nele também, porém, felizmente, falha o alvo.

Motivação da discussão

Os dois motoristas iniciaram a discussão por causa de uma vaga de estacionamento, que seria destinada para vans. Um motivo tão banal acabou na morte um jovem de apenas 24 anos de idade.

O motorista autor dos disparos está foragido. O delegado titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), Fábio Barucke, falou que, pelas imagens obtidas com a câmera, dá para perceber a discussão e ver, logo em seguida, quando a discussão está mais acirrada, que o motorista Mayk saca a arma e dispara.

Publicidade

Essa versão foi dada por uma testemunha e confirmada pela filmagem.

Os advogados que estão representando Mayk estiveram na delegacia e solicitaram aumento do prazo, e cópia do processo, e disseram ao delegado que conversariam com seu cliente para se entregar.

A polícia espera que Mayk se entregue, mas como isso não aconteceu ainda, pede ajuda a população: quem tiver a informação do paradeiro del,e que avise e denuncie sua localização, ligando para o Disque-denúncia.

Dentro da Kombi de Mayk, que foi apreendida e passa por perícia, foi encontrado um porrete de madeira. O motorista da Kombi foi indiciado pelos investigadores por homicídio qualificado, pelo que a pena pode passar dos 20 anos de prisão.

O delegado informou, embora Mayk continue se foragido, nutre expectativa que ele se entregue, mas que as diligências de busca por ele não vão parar enquanto não for encontrado, para que seja cumprido o mandato de prisão.

#Violência #Casos de polícia