O caso aconteceu nesta quarta-feira (21), em Ilha Grande, Angra dos Reis (RJ). O casal foi atacado enquanto estavam acampados em uma cabana numa trilha, próxima à Praia de Matariz. Um homem com um facão já chegou dando golpes no casal. A mulher morreu no local e o homem está internado com vários ferimentos pelo corpo.

A mulher, de 27 anos, Raquel Araújo Lima, morreu na hora. O corpo dela foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Já o homem, de 26 anos, ítalo dos Santos Almeida, foi socorrido por populares que chamaram o Samu (Serviço de Atendimento móvel de Urgência) e levado para o Hospital Geral de Japuíba. Ele permanece internado e seu estado de saúde é estável.

Publicidade
Publicidade

Segundo o pai de Ítalo, Hélio do Carmo Almeida, em entrevista ao telejornal RJTV, da TV Globo, seu filho contou que ele e a namorada estavam numa barraca quando foram surpreendidos por um homem que apareceu do nada, em posse de facão, e já chegou golpeando o casal sem motivo algum. Seu filho Ítalo conseguiu sair correndo mesmo estando com várias perfurações pelo corpo. Pulou um barranco e saiu gritando pedindo socorro. Em seguida apareceram várias pessoas, que prestaram socorro. Depois foram ver sua namorada, mas ao chegarem no local a jovem já estava morta.

Ainda segundo Hélio, o lugar havia sido escolhido por Raquel, que ao entrar de férias, sugeriu logo de viajarem para Ilha Grande. Relatou ainda que o homem não levou nada de seu filho, nem bolsa, dinheiro, nem documentos. Mas levou a carteira da vítima fatal, Raquel.

Publicidade

Ítalo, que até a tarde desta quinta-feira (22), ainda continuava hospitalizado, porém com estado de saúde estável, passava bem.

A família de Raquel, que está muito abalada e chocada pela morte brutal da jovem sem motivo algum, chegou a Angra dos Reis na tarde desta quarta-feira (21), para reconhecimento e liberação do corpo da jovem no IML da região. Segundo peritos do local, a moça faleceu após receber três golpes de facão na região do pescoço, morrendo na hora. Até o término desta matéria não havia nenhuma informação de onde e quando acontecerá o velório e o sepultamento da vítima.

A polícia vem realizando buscas pelo local desde a madrugada desta quinta, em busca de pistas que levem ao suspeito do #Crime. O caso foi registrado pela 166ª  Delegacia de Polícia, a mesma companhia de polícia que está investigando o caso.  Até o término desta matéria o suspeito ainda não havia sido identificado. #Investigação Criminal