#Copacabana, um dos bairros mais tradicionais do Rio de Janeiro, e um dos principais destinos turísticos do Brasil, teve uma manhã de pânico nesta segunda-feira, 10. Os moradores amanheceram sob intenso tiroteio na região, principalmente na parte próxima a #ipanema, quando traficantes entraram em confronto entre si e logo depois com os policiais militares, que subiram o morro do Pavão-Pavãozinho para conter a disputa pelo território do #Crime.

Durante a troca de tiros, o capitão da UPP, identificado como Vinícius Apolinário de Oliveira, foi atingido por um disparo e precisou ser encaminhado para o Hospital Central da Polícia Militar no Estácio, zona norte do Rio.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações divulgadas pela Polícia Militar, ele passa bem.

O comércio da comunidade e de diversas ruas de Ipanema e Copacabana ficou fechado durante toda a manhã e também durante à tarde. Mesmo após o fim dos tiroteios, muitos comerciantes preferiram não abrir as portas com medo de represálias de bandidos que atuam na região. Até mesmo o Túnel Major Vaz, que faz a ligação entre Copacabana e Ipanema, foi fechado.

Houve grande reforço policial em toda região e muitos armamentos foram apreendidos pelos policiais. Até o momento não há informações sobre presos ou mortos na operação policial, mas há na internet vídeos, que foram divulgados por moradores, que mostram um homem sendo baleado em uma encosta do morro.

Um destes vídeos foi divulgado no site do Jornal do Brasil, contendo imagens fortes, do momento em que tal homem despenca do alto do morro.

Publicidade

Certamente, ele não sobreviveu. No entanto, não há notícia sobre este baleado, nem se ele foi atingido por bandidos ou por policiais.

Copacabana e Ipanema sofrem com criminalidade

Apesar de todas as belezas naturais da região, Copacabana e Ipanema, os dois bairros mais populares da Zona Sul do Rio de Janeiro, sofrem constantemente com a ação de grupos criminosos, que atuam não só nas comunidades e favelas que cercam estes bairros, mas também nas áreas nobres, praticando roubos, furtos e até mesmo arrastões em dias de praia lotada.