No fim da noite desta sexta-feira, 28, e neste sábado, 29, ondas gigantes atingiram a Zona Sul do Rio de Janeiro. Na orla de bairros ricos, como Leblon e Copacabana, ao invés da tradicional beleza, o que se viu foi a destruição provocada por ondas. A quantidade de água foi tão grande que até a Avenida Delfim Moreira precisou ser fechada. Durante a cobertura do fato atípico da natureza, até mesmo os repórteres da Globo ficaram afastados do "calçadão". Isso porque as ondas continuavam a bater ali e um trecho do local ameaçava desabar. Ainda não há dados do quanto - financeiramente se falando - será o prejuízo.

As ondas causaram destruição nos tradicionais quiosques.

Publicidade
Publicidade

Até a mobília das construções foram levadas. A água também atingiu os prédios do outro lado da rua. Quem mora no local há décadas garante que nunca tinha visto algo assim. "A água até já havia invadido, mas dessa vez, a força e a quantidade de água foi muito grande. Isso serve para a gente entender que a qualquer momento o mar pode pegar de volta o que é dele", disse um dos moradores da região. A previsão é que pelo menos até o fim do dia a ressaca continue. Por isso, a ciclovia Tim Maia, que desabou no começo do ano, está fechada por motivos de segurança. 

Enquanto turistas e moradores da região demonstram medo ao ver a força da #Natureza, o número de surfistas no local aumentou de forma impressionante. "As ondas estão chegando a três metros. Para a gente que gosta de emoção é ótimo. É claro que fazemos tudo com muito cuidado e ficamos longe da arrebentação com o calçadão",  disse um dos profissionais acostumados a pegar tubos. 

Neste domingo, o Rio de Janeiro terá outro motivo para se preocupar, as eleições municipais, que estão em segundo turno.

Publicidade

Disputam o pleito Marcello Crivella, do PRB, e Marcelo Freixo, do PSOL. O último debate entre os dois aconteceu nesta quinta-feira, 28, na TV Globo. Ao invés de propostas, o que se viu foram muitos ataques. As pesquisas indicam que Crivella será o vencedor das eleições.