Mais uma vez a violência no #Rio de Janeiro assusta aos moradores e também aos turistas que tentam conhecer os pontos turísticos da "cidade maravilhosa", mas nem sempre conseguem devido à insegurança. Na manhã deste sábado (01), um tiroteio nos morros da Coroa, Fogueteiro e Fallet, bem na região central da cidade, causou grande correria. A Polícia Militar chegou ao local e logo interditou a rua Itapiru que é a principal via. Às 7h10 o trânsito já estava um caos.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio confirmou a notícia e vem pedindo a todos que evitem passar pelo local, buscando rotas alternativas. Os moradores das comunidades próximas estão assustados e disseram que o tiroteio começou ainda de madrugada e que muitas pessoas ficaram com medo de sair de casa quando o dia amanheceu.

Publicidade
Publicidade

Muitos moradores estão usando as redes sociais para contarem o que está acontecendo e o clima está tenso em toda aquela área, inclusive são muitas pessoas confirmando que há uma guerra entre as facções rivais que estão disputando pontos de drogas. A Polícia Pacificadora daquele local preferiu não se pronunciar por enquanto, mas quem mora ou tem comércio na região está com medo e muitos já pensam em se mudar. Quem ainda continua por lá e é porque não tem para onde ir.

Usuários das redes sociais também estão postando mensagens para alertarem a outros moradores, por exemplo, no Twitter uma pessoa informou que os tiros estão vindo do Morro da Coroa, no Itapiru, na parte mais alta e que a altura do Prezunic foi toda interditada. Outro usuário postou uma mensagem pedindo socorro, pois eram muitos tiros.

Publicidade

Na sexta-feira (30) à noite, os policiais da UPP daquela região chegaram a trocar tiros com traficantes e a rua Itapiru no Rio Comprido ficou parecido com um campo de guerra, de acordo com relato das pessoas que passavam por lá. A Polícia Militar não conseguiu prender nenhum militar e agora está providenciando o um reforço, trazendo oficiais de outras UPPs. O GIT - Grupamento de Intervenções Táticas, também está sendo acionado e vai ajudar na busca pelos envolvidos nos tiroteios. #Crime #Casos de polícia