O Supermercado Guanabara, no Rio de Janeiro, realizou uma grande promoção, descontos incríveis e antes que as portas fossem abertas, a fila já estava enorme e era muita gente querendo fazer uma economia em suas compras. O problema é que a empresa não estava preparada para receber um número tão grande de clientes e o tumulto acabou resultando em empurrões, troca de socos e chutes.

Como atualmente é grande o número de pessoas com celular em mãos, gravando tudo que acontece, vários vídeos foram realizados pelos próprios clientes e logo começaram a ganhar as redes sociais. Em um dos vídeos podemos ver a briga entre dois homens que estavam querendo um carrinho de compras.

Publicidade
Publicidade

A confusão foi na unidade de São Gonçalo, que fica na região metropolitana do Rio de Janeiro.

As portas do estabelecimento foram abertas às 8 horas e não havia carrinhos suficientes para tanta gente, o que acabou gerando a briga. O homem que gravou o #Vídeo explicou que a confusão já vinha acontecendo antes mesmo das portas serem abertas, pois tinha muita gente na fila, o empurra-empurra se generalizou, alguns querendo passar na frente. Quando as porta foram abertas, foi cada um por si. O vídeo abaixo mostra o momento em que os dois homens começaram a brigar e quem estava perto tentou separar, mas em vão, eles não se largavam. 

No vídeo abaixo, você vê o momento exato em que as portas de um dos supermercados da rede foram abertas. Uma senhora caiu no chão e as pessoas foram passando por cima dela e outras que vinham atrás acabaram caindo umas sobre as outras.

Publicidade

Todo mundo querendo entrar, todos foram passando por cima de quem caiu. Algumas poucas pessoas tentaram ajudar, mas era praticamente impossível, devido ao tumulto.

Outra briga aconteceu em um dos açougues da rede de supermercados. Quando a confusão começou os clientes correram para ver e teve até quem ficou rindo da situação. A empresa não tinha seguranças suficientes para conter as confusões.

Em outra unidade, a escada rolante não suportava o grande número de clientes que iam se empurrando, chutando e tentando a todo custo chegar aos produtos em oferta. Os carrinhos de compra dificultavam ainda mais e eram usados para "abrir caminho" no meio de tanta gente.

Não há notícia de vítimas com ferimentos graves nesses acontecimentos. #Polêmica