Desde o último domingo (20/11), quando algumas notas de R$ 100 e R$ 50 reais surgiram no mar da Urca no RJ, alguns barqueiros e pescadores começaram algo parecido como uma "caça ao tesouro" na Baía de Guanabara. Até esta quarta-feira (23/11) a movimentação não parou e continua chamando a atenção dos moradores da região. Quem também foi atraído pelo tesouro foram alguns mergulhadores de outros bairros. Nos muros que cercam a orla havia dezenas de curiosos, e alguns até se arriscaram a entrar no mar para tentar a sorte.

"Um amigo barqueiro me avisou que estavam encontrando #Dinheiro aqui. Mas acredito que já é tarde, pois não consegui encontrar nenhum centavo.

Publicidade
Publicidade

Vou esperar pela próxima ressaca e voltarei para procurar.", disse Mayko Vieira, 35 anos, mergulhador de Copacabana e caçador submarino (uma pesca com arpão).

Quando a ressaca do mar chega, o dia normalmente é ruim para os barqueiros da região, mas no último fim de semana foi diferente. O mar agitado trouxe para Roberto Pereira, 42 anos, R$ 45 mil reais boiando em notas. Desses R$ 45 mil reais, o barqueiro disse que conseguiu ainda trocar cerca de R$ 23 mil em uma agência da CEF.

"Primeiro eu tentei secar o dinheiro, depois fui até à agência, mas as notas estavam um pouco degradadas, e então o banco não quis trocar tudo, mas já é uma boa grana", disse ele. O barqueiro ainda contou que soube por outros amigos que havia dinheiro boiando no mar da Baía de Guanabara. Segundo ele, as notas deviam estar no fundo do mar e por conta da ressaca elas vieram a boiar.

Publicidade

"A cada batida da água nos muros da Urca, o dinheiro subia mais. Foi então que eu peguei meus equipamentos para mergulhar e peguei o máximo que consegui. Muita gente não acreditou e perdeu a oportunidade", afirma.

O barqueiro faz trabalhos turísticos e com o dinheiro ele irá comprar tinta e madeira para reformar os dois barcos que possui. Ele crê que irá ganhar mais dinheiro com o verão chegando, já que seus barcos estarão mais novos.

Sem sorte

Outro morador, Valdeci Bezerra, 60 anos, estava sem sorte. Ele só conseguiu pegar R$ 600 reais. Esse dinheiro já foi usado com materiais de construção para usar na reforma que ele está fazendo em sua casa.

"Eu não tive sorte. Meu amigo mergulhou e voltou com um malote cheio de moedas", disse. Ele ainda acredita que estavam boiando há algum tempo, já que as cédulas eram do modelo antigo. "As notas era das menores, aquelas que já foram trocadas. Mas o comércio ainda aceita", afirmou.

Os moradores da região estranharam a movimentação nos últimos dias e comentaram muito sobre o quanto teria sido achado. Alguns ainda brincam que o dinheiro era de Sergio Cabral, preso na ultima quinta(17/11), na operação Lava Jato. "Quando começaram a achar o dinheiro por aqui disseram que foi o Cabral que havia escondido o flagrante, agora já não sei se é verdade.", brincou Wallace Moraes, 32 anos. #pescador #Sergio Cabral