Preso por ter comprado votos através do programa social Cheque Cidadão, Anthony Garotinho (PR-RJ) utilizou de seu blog para expressar sua opinião acerca da prisão de Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Os ex-governadores do Estado do #Rio de Janeiro foram presos nessa semana. Na internet, Garotinho afirmou que, apesar de estar atrás das grades assim como o seu ‘inimigo’ político, a situação de Cabral é ainda pior pelo fato de que, segundo o político do PR, Sérgio ter recebido algo em torno de R$ 224 milhões liberados através de propinas que foram cobradas em grandes obras. E, ao contrário disso, de acordo com Garotinho, a situação de Anthony é ‘mais leve’ já que, nas próprias palavras dele, o ex-governador ajudava as pessoas mais humildes.

Publicidade
Publicidade

“A hora de Sérgio Cabral chegou”, alfineta a publicação do blog de Garotinho. O texto também destaca que o político do PR já vinha há algum tempo fazendo denúncias de supostas fraudes e corrupção envolvendo o ex-governador do RJ, pelo PMDB. O texto destaca que Anthony está sofrendo uma covardia por parte de algumas pessoas que são ricas e ‘poderosas’ no estado do Rio de Janeiro. Segundo a postagem, a prisão de Garotinho foi apenas uma retaliação dos ‘poderosos’ que estariam incomodados com as denúncias que o político do PR teria feito algumas vezes.

“Cabral e seu grupo são acusados de receber R$ 224 milhões em propinas cobradas em grandes obras.”, explica a publicação. Em seguida, a postagem conta que Garotinho fez algo diferente ao oferecer o Cheque Cidadão a algumas pessoas humildes da cidade de Campos, que estavam precisando desse dinheiro para sua própria subsistência.

Publicidade

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi preso pela Polícia Federal na manhã dessa quinta-feira (17), acusado de suspeitas de desvios de verbas públicas relacionadas a algumas obras do governo. Já o também ex-governador do RJ, Anthony Garotinho (PR), foi preso um dia antes pela Polícia Federal, na quarta-feira. O estado do Rio de Janeiro se encontra em um dos momentos mais delicados da história com relação à sua economia e, de acordo com o juiz Sérgio Moro, a corrupção na alta cúpula do governo estadual contribuiu significativamente para que essa situação de ‘calamidade pública’ passasse a acontecer. Segundo informações, o estado não tem dinheiro para pagar o 13º salários dos seus servidores.