Na noite da última segunda-feira (07), o moto taxista Igor Azevedo Coutinho foi preso em uma ação policial em um shopping em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Ele está sendo acusado por uma série de assaltos na região, e foi capturado pela polícia depois de algum tempo foragido. A tática usada pela polícia para conseguir pegar o criminoso foi a de criar um perfil falso em uma rede social. Um policial fingiu ser uma mulher e começou a conversar com um amigo de Igor.

Durante a última troca de mensagens, ‘ela’ teria chamado o bandido para um encontro em um shopping em São Gonçalo. O soldado PM Wesllei Cosme, do 7.º Batalhão de Polícia de Alcântara foi quem se passou pela mulher.

Publicidade
Publicidade

Ele conseguiu que uma pessoa próxima ao criminoso o adicionasse e partir de então começou a ter longas conversas com ela. Nas mensagens, o policial sugeriu a esse comparsa de Igor, que levaria uma ‘amiga’ ao encontro caso ele topasse ir ao shopping. Durante a conversa, esse rapaz próximo ao criminoso sugeriu que pudesse também levar Igor, para fazer um duplo encontro de casais.

O encontro foi marcado na praça de alimentação do shopping e os dois criminosos indicaram como estariam vestidos. O PM pediu reforços para a 72.ª Delegacia de Polícia de São Gonçalo, e o inspetor Sérgio Rosa também compareceu ao local combinado para ajudar nas prisões. Quando já estavam no shopping, os dois policiais receberam uma mensagem dos criminosos dizendo que já estavam no local estabelecido. Igor foi preso ainda na praça de alimentação do shopping.

Publicidade

Segundo declarou o inspetor, o jovem é um criminoso perigoso, que tem várias passagens por roubo e assalto à mão armada. Em nome do moto taxista existem pelo menos dois mandatos de prisão ordenados pela Justiça. O amigo do bandido foi liberado pois não havia acusações contra ele. Em um dos despachos feitos pela 1.ª Vara Criminal de São Gonçalo, o jovem é acusado de roubar um cordão de ouro, cartões de crédito e um relógio da vítima. Outro caso contra ele tramita na 5.ª Vara Criminal de São Gonçalo e diz respeito a um assalto à mão armada.

De acordo com as investigações policiais, Igor costumava cometer os delitos nos bairros de Paraíso, Boa Vista e Porto Novo. O acusado foi levado à delegacia de polícia para ser ouvido e negou ter cometido qualquer #Crime. Ele será encaminhado para um centro de detenção. #Investigação Criminal