Na tarde desta quinta-feira (03), um menor foi detido e amarrado por populares depois de ser flagrado roubando um celular na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A confusão se instalou no local por volta das 13:40h, quando algumas pessoas decidiram barrar o menino que estava furtando pessoas na região. O suspeito é um adolescente de 14 anos, e foi imobilizado por pedestres, que o amarraram com barbante na Rua Santa Clara, até que a Polícia Militar chegasse. Diante da gritaria, alguns moradores de prédios da região gravaram com seus celulares as cenas do tumulto.

Segundo testemunhas, algumas pessoas teriam ficado irritadas com a ação do adolescente, que já teria cometido vários pequenos crimes no bairro de Copacabana.

Publicidade
Publicidade

A polícia foi acionada e os homens do 19.º Batalhão da Polícia Militar foram até o local para averiguar a situação. Ao chegarem ao meio do aglomerado de pessoas, encontraram o menino caído no chão, amarrado, enquanto um homem permanecia em cima dele para detê-lo. Segundo relato da PM, o adolescente foi imediatamente desamarrado e levado para a 13.ª Delegacia de Polícia de Ipanema.

Durante a ação dos populares, o adolescente gritou muito para que as pessoas o soltassem. Segundo um morador da região, ele teria escutado uma gritaria e quando foi ver o que estava acontecendo da janela de seu apartamento, presenciou a cena. Algumas pessoas corriam atrás do menor, depois que uma mulher, de 38 anos, teria sido assaltada. A polícia demorou cerca de quarenta minutos para chegar ao local, e foi por isso que as pessoas decidiram amarrar o jovem.

Publicidade

No entanto, com a chegada da PM foi constatado que o adolescente estava machucado, pois alguns indivíduos o teriam agredido no meio da confusão. O jovem foi levado para UPA do bairro para ser atendido. A vítima do assalto reconheceu o adolescente e teve seu celular restituído. O menor foi preso em flagrante pelo #Crime de furto, mas provavelmente terá o crime registrado em sua ficha criminal, mas será liberado por ter menos de 18 anos.

#Casos de polícia