A população do Rio de Janeiro foi bombardeada com a quantidade de acontecimentos na semana. Entre eles, os protestos dos servidores contra as medidas anunciadas pelo governo estadual para conter a crise, a sequência de prisões de dois ex-governadores do estado, Anthony Garotinho e Sérgio Cabral, e, por último, a queda de um helicóptero na Cidade de Deus, durante um confronto com bandidos, matando quatro policiais militares.

Os protestos: ‘pacotes da maldade’

Durante toda a semana, servidores públicos do Rio de Janeiro se reuniram em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para protestar contra a série de medidas anunciadas pelo governo para conter a crise que o estado passa.

Publicidade
Publicidade

Na quarta-feira (16), houve um maior número de funcionários públicos concentrados em frente ao prédio do Legislativo. Para reforçar a segurança, Pezão convocou cerca de 500 policiais e pediu para que o prédio fosse cercado por grades. No entanto, houve momentos de tensões, servidores feridos. Em um dos momentos do confronto, dois policiais militares abandonaram a Tropa de Choque e se juntaram aos manifestantes, ganhando aplausos dos servidores.

Prisão I: Anthony Garotinho

Ainda na quarta-feira (16), a Polícia Federal prendia o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, alvo da Operação Chequinho. Ele é acusado de cometer crime eleitoral em Campo dos Goytacazes, no norte do Rio, onde sua mulher, Rosinha Garotinho (PR), é prefeita. Garotinho teria usado o programa social Cheque Cidadão para fins eleitorais, de acordo com a PF.

Publicidade

A ordem de prisão foi assinada pelo juiz eleitoral Glaucenir Silva de Oliveira.

Além da prisão, Anthony Garotinho foi manchete em vários jornais por causa da resistência à transferência de um hospital do Rio para o presídio. O mesmo juiz que determinou a prisão de Garotinho pediu a transferência porque o ex-governador estaria recebendo “regalias” no Hospital Municipal Souza Aguiar. A transferência foi marcada por “chiliques” do político e choro da filha, Clarissa Garotinho, que achou a decisão “desumana”. O vídeo rendeu memes na internet e faz sucesso na internet.

Prisão II: Sérgio Cabral

O Rio acordava com a prisão do ex-governador Sérgio Cabral na quinta-feira (17). Ele foi preso em casa, no Leblon, pela Polícia Federal. Cabral é acusado de saquear o estado com atos de corrupção envolvendo empreiteiras, contratadas para executar grandes obras no estado, como a reforma do Maracanã, a construção do Arco Metropolitano e as obras do PAC.

Rapidamente, começaram a surgir informações sobre os bastidores da prisão do ex-governador.

Publicidade

Na internet, foram divulgadas fotos de Sérgio Cabral com o uniforme do presídio e careca. Além disso, instituições públicas, como o Corpo de Bombeiros, comemoraram com festa a prisão de Cabral.

Helicóptero cai no Rio

A semana fechou com tristeza para os familiares e toda a corporação militar por causa da morte de quatro militares, na queda de um helicóptero da PM, na Cidade de Deus. Estavam a bordo Rogério Melo, Willian de Freitas Schorcht, Camilo Barbosa Carvalho e Rogério Felix Rainha. Nas redes sociais, a população se revolta e afirma que o helicóptero foi atingido por bandidos. Ainda não há confirmação sobre a causa da queda. #helicóptero cai no rio #prisão sérgio cabral #semana no rio