Muitas pessoas já estão comprando suas roupas para o fim de ano, de acordo com aquilo que mais desejam para 2017. Uns vestem amarelo para dinheiro, outros vermelho para o amor. O estado do Rio de Janeiro espera vestir todas as cores neste final de ano, para sair da crise política e econômica que está passando. A crise é tão grande que até os famosos fogos da virada do ano de Copacabana caíram na máquina de enxugamento do estado.

O réveillon em Copacabana é famoso em todo o mundo, por seu espetáculo pirotécnico, que dura bastante tempo na virada do #Ano Novo. O espetáculo é transmitido para todo o Brasil, há anos pela rede Globo.

Publicidade
Publicidade

Segundo o secretário de turismo da cidade maravilhosa, o show continuará o mesmo, porém, os minutos do espetáculo serão reduzidos. No ano passado, foram cerca de dezesseis minutos de fogos explodindo no céu de Copacabana, encantando milhares de pessoas que passaram o réveillon em frente a praia. Neste ano, com a contenção de gastos, o show cairá para doze minutos, uma redução de quatro minutos de show pirotécnico.

Antônio Pedro Figueira de Mello é secretário municipal da cidade do Rio de Janeiro e disse que a prefeitura fará repasses para o réveillon por causa da crise política e econômica que o estado vem sofrendo. Serão investidos cinco milhões no réveillon de Copacabana. O investimento acontecerá mesmo com a crise financeira e já previsto o corte de quatro minutos no show pirotécnico na praia de Copacabana.

Publicidade

O secretário também disse que a prefeitura deixou de receber patrocinadores e, por isso, teve que investir cinco milhões de reais. Segundo o secretário de turismo, até palcos foram custeados pela prefeitura do Rio, custo que era mantido pelos patrocinadores até o ano passado. Com o estado em crise e pagamentos dos servidores parcelados, o réveillon do Rio de Janeiro deve seguir os rumos do estado, será de contenção de gastos, visando o equilíbrio financeiro que a prefeitura e o estado espera manter em 2017. A esperança é que a cidade maravilhosa volte a sorrir depois da crise política e econômica que vem passando. #reveillon copacabana #crise rio de janeiro