A violência no Brasil assusta com tamanha barbaridade, onde vítimas pessoas perdem suas vidas no mundo do #Crime. Muitos entram no crime e não saem vivo. Muitos deles procuram a vida ilícita como forma de sustento, mas o crime em muitos casos é pago com a própria vida.

Os criminosos também fazem vítimas que são reféns da insegurança e do medo das grandes cidades e capitais, onde a violência é mais intensificada. Nos grandes centros urbanos, até quem deveria proteger a população, acaba vítima do crime e de bandidos. Criminosos que aproveitam as festividades de fim de ano para cometerem assaltos.

A polícia militar busca trazer segurança e bem-estar a população, mas nem sempre conseguem êxito no seu trabalho.

Publicidade
Publicidade

Muitos agentes acabam feridos ou perdem sua vida no combate ao crime. Eles são vítimas da violência no país, e trabalhar na segurança pública é um desafio para muitos pais de família.

O crime no Rio de Janeiro acabou de fazer mais uma vítima, e dessa vez, foi um policial militar. O agente estava lotado no batalhão de Jacarepaguá na Zona Oeste do Rio. Jonathan Barros de Carvalho tinha apenas 26 anos e era responsável por um posto estratégico de vigilância da polícia militar do Rio de Janeiro em frente ao Center Shopping.

O policial foi atingido no tórax por criminosos que tentavam assaltar um comércio naquele centro comercial. Jonathan foi informado do assalto e ao chegar no local, o policial trocou tiros com os criminosos, que estavam em uma motocicleta. O policial foi atingido na região do tórax, chegou a ser socorrido com vida e encaminhado ao Hospital Lourenço Jorge.

Publicidade

O hospital fica na Barra da Tijuca, local próximo a tentativa de assalto. Infelizmente o policial não resistiu aos ferimentos e faleceu logo após que deu entrada no hospital.

Segundo um amigo do policial morto em uma tentativa de assalto, o agente gostava do seu serviço e era considerado uma boa pessoa. Jonathan era policial militar no rio de Janeiro há cinco anos. O crime que aconteceu em Freguesia, que também fica na Zona Oeste do Rio, chocou a população local e os visitantes que faziam compras de fim de ano no Center Shopping. #Casos de polícia