A insegurança nos estados brasileiros só aumenta. E os mais variados tipos de ataques vêm acontecendo. Muitas pessoas inocentes são vítimas de bala perdida. Em muitos casos acontecem em confronto entre facções criminosas, outras vezes em confronto policial com criminosos. Desta vez um vídeo impressionante vem chamando a atenção de quem assiste, pois sem motivo nenhum aparente, criminosos disparam contra muitos passageiros que estavam em uma estação de BRT no Rio de Janeiro.

Segundo informações, no momento do ataque, não estava acontecendo nenhum tipo de conflito no local. As imagens foram captadas pelas câmeras de monitoramento externo e interno da Estação do BRT de Campinho, que fica localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

Nas imagens é possível ver o momento em que os criminosos que estavam dentro de um veículo, passaram em frente à estação, onde muitos passageiros esperavam os coletivos. Os criminosos efetuaram vários disparos em direção as pessoas e foram embora. Ao todo quatro pessoas ficaram feridas pelos tiros, e número de vítima só não foi maior, pois os passageiros se jogaram no chão para se proteger dos disparos.

Entre os feridos, três pessoas foram atingidas nas pernas, e a outra no braço. As vítimas foram socorridas e encaminhadas a Hospitais da cidade. Três das vítimas foram encaminhadas para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro e uma das vítimas foi para um hospital particular na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. O estado de saúde de todas as vítimas é considerável estável e nenhuma delas corre risco de vida.

Publicidade

O fato aconteceu na manhã desta última quarta-feira (28), na Zona Oeste do Rio. A Polícia Militar informou que não houve registro de qualquer conflito no local. Nenhuma ação policial ocorreu na região, para justificar a ação criminosa. A polícia já está em posse das imagens, e está investigando o caso, na intensão de identificar e punir os autores do ataque. Agentes que estão à frente da investigação informaram que os criminosos passaram atirando a esmo mesmo.

#Crime #Casos de polícia