Após a confusão que houve nesta quarta-feira (11), que envolveu menores no ônibus da linha 474, que liga Copacabana ao bairro do Jacaré (Zona Norte), a prefeitura decidiu interferir na situação.

Como mostrado no vídeo que viralizou nas redes sociais, o grupo que estava no ônibus 474, ao chegar na Rua Nossa Senhora de Copacabana, começou a sair do ônibus pela janela, pelo teto, arrancando portas e janelas. O ônibus ficou em estado decadente, com vidros pelos assentos e janelas e portas quebradas. Após um tempo, os primeiros policiais apareceram para amenizar a situação. Mas logo depois da confusão, os menores entraram em um ônibus da mesma linha 474 para assaltar os passageiros.

Publicidade
Publicidade

Já é o segundo dia consecutivo de arrastão nessa linha.

Foi informado pelo secretário de Ordem Pública do Rio de Janeiro, coronel Paulo César Amêndola, que os ônibus serão fiscalizados pela Guarda Municipal ao chegarem nas praias da Zona Sul. A declaração do secretário foi feita na manhã dessa quinta-feira (12) e também foi dito que é provável que a ação comece ainda nesse final de semana.

"Estamos conversando com o Ministério Público para chegarmos a uma conclusão sobre como este trabalho será feito. Mas sabemos que parte das pessoas que vão para a praia não chegam lá com o intuito de diversão, mas para praticar arrastões", alegou Amêndola.

Segundo o secretário, quando o bandido não está armado é obrigação da guarda municipal interferir na situação. E no caso que envolva armas, a guarda é orientada a chamar a polícia militar.

Publicidade

Para tornar esta troca mais fácil, a linha de comunicação entre eles é a mesma.

O prefeito Marcelo Crivella se manifestou sobre o armamento da Guarda Municipal: "Não podemos considerar a hipótese de que a guarda não tenha armas não letais e, no futuro, talvez letais. O Rio de Janeiro é uma das cidades mais violentas do mundo. Corações e mentes de jovens que acreditam que a desigualdade justifica a violência aos agentes da lei. Mas temos certeza que o bem vai vencer o mal", disse o prefeito. #prefeitura #Crivella #guardamunicipal