O Carnaval está chegando e um assunto recorrente são os ''mijões'' de rua, que não conseguem esperar as filas para usar os banheiros químicos e acabam fazendo em qualquer lugar. Tanto homem quanto mulher e até criança praticam esse tipo de coisa, que virou normal no #Rio de Janeiro. Mas desde a folia do ano passado que a falta de educação está custando caro para que quem não respeitar a lei: R$ 510, o triplo do valor anterior, que era R$ 170. Quem quiser fazer suas necessidades é melhor procurar alguma das cabines apropriadas para tal.

O valor subiu, pois o prefeito da época Eduardo Paes alegou que não havia uma fiscalização adequada, a pessoa chegava à delegacia e nada acontecia.

Publicidade
Publicidade

Dessa forma, ele sugeriu o aumento da multa. Veja outras medidas adotadas para o #Carnaval 2017:

- Operação Lixo Zero

A operação, que vem dando certo, continuará neste ano. Agentes espalhados pela cidade toda fiscalizarão quem fizer suas necessidades na rua, além de também olharem os que estão jogando lixos no chão. Vão andar com máquinas de cartão para que o valor seja pago na hora.

- Mais banheiros em 2017

Se por um lado o preço cobrado é alto, por outro a Prefeitura garante mais conforto para quem tiver curtindo o Carnaval no Rio de Janeiro. A promessa é de aumentar em 25% o número de banheiros químicos, o que chegará a 31 mil espalhados pela cidade.

- Número de multados subiu em 2016

O número multados em 2016 foi 25% superior ao de 2015. Se no ano retrasado, 1.151 pessoas foram pegas urinando pela rua, em 2016, tiveram 1.448 flagrantes.

Publicidade

A Prefeitura conseguiu arrecadar R$ 740 mil com os ''mijões'' no último Carnaval.

- Outras medidas

Além dessas ações da Prefeitura, outras medidas também serão tomadas procurando melhorar a folia dos que escolherem o Rio de Janeiro para curtir. Um esquema especial de trânsito está sendo preparado: 900 profissionais, entre guardas municipais e controladores da CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego, vão trabalhar para ajudar no melhor tráfego, orientando pedestres e motoristas.

Além disso, uma prática comum durante os Carnavais do Rio de Janeiro e que continuará em 2017 é o metrô funcionando 24 horas por dia. #multa