Matheus Resende Khalil, de 23 anos, confessou que participou da chacina de São Gonçalo, região da Grande Rio. Entretanto, ele culpou a mãe, Simone Gonçalves de Resende, pelos crimes.

Na chacina, morreram Soraya Gonçalves de Resende, o marido Wagner Salgado, e a filha do casal, Geovanna, que tinha 10 anos. Matheus confessou que levou os capangas que a mãe contratou até o local onde a #Família residia, no bairro de Trindade.

Soraya era irmã adotiva de Simone e ambas teriam uma herança de cerca de 7 milhões a dividir.

O delegado-assistente Marcus Amim confirmou que Matheus confessou e que ele sabia das intenções da mãe ao levar os criminosos até o local onde as vítimas moravam, mas não esperava que o desfecho fosse matar.

Publicidade
Publicidade

Matheus afirma que acreditava ser só um susto que a mãe daria nos 3. O #Crime aconteceu na última sexta-feira. Essa versão foi desmentida por seu irmão mais novo.

Seu irmão gêmeo Lucas Khalil também é suspeito e foi preso, após se entregar na delegacia de Saquarema, nesta quinta, 23. A mãe é considerada foragida.

A polícia também apurou, pelo depoimento do rapaz, que um dos executores é menor de idade.

Envolvimento com #Magia negra

Simone, a suposta mandante do crime, segundo apurado na investigação, era envolvida com magia negra. Ao executar a família, mandou deixar quatro dentes no local onde foram encontrados os corpos.

Os dentes representam na magia negra, "atrair dinheiro".

Inicialmente, os laudos apontaram que os dentes não eram das vítimas. Logo depois, a polícia supôs que os dentes poderiam ter sido arrancados dos executores numa possível briga com as vítimas.

Publicidade

Entretanto, de posse da informação do envolvimento de Simone com magia negra, agentes descobriram na internet a simbologia dos dentes.

Simone é considerada foragida e teve o sigilo telefônico quebrado. Policiais identificaram uma mensagem da possível vilã com um homem em Saquarema, pedindo que o homem entregasse a oferenda para "entidade que mata". O homem seria um pai de santo, mas seu terreiro estava fechado e homem não foi localizado.

Briga por herança

Soraya e Simone teriam direito a uma herança estimada de R$7 milhões e esse é o motivo de toda a trama. Soraya é adotada e Simone não aceitava ter que dividir sua parte com a irmã.

Irmão desmentido

Nesta quinta (23), o delegado responsável pelo caso divulgou nota dizendo que o irmão adolescente de Matheus desmentiu a sua versão . Ele disse à polícia que os executores eram amigos de Matheus e que ele não foi "simplesmente levá-los" para cometer o crime. O rapaz, de 16 anos, abriu um paralelo na investigação, que caminhava para incriminar a mãe como mandante e com responsabilidade menor dos filhos.

Com essa nova linha, o delegado diz que provavelmente Matheus mentiu para a polícia sobre seu real envolvimento com o crime, o que enseja que sua prisão seja convertida de de temporária para preventiva.