A vida no teatro não é fácil. Tem que decorar texto, ensaiar a peça, pensar na pré e pós produção, providenciar cenário e figurino. Com todas essas funções, nem sempre é garantido ter lucro no final de uma temporada ou até durante, para pelo menos pagar todos os funcionários. Por essas e outras o grupo teatral Miúda resolveu criar uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para a "ocupação artística" que fará no #Teatro Sergio Porto, no Humaitá, durante todo o mês de abril.

"Ficaremos cinco semanas em cartaz, com cinco espetáculos diferentes, que mesclam teatro, dança e performance. O Teatro Sérgio Porto está sendo incrível, não estamos pagando aluguel, mas os outros custos vêm do nosso bolso.

Publicidade
Publicidade

E pagamos para trabalhar, infelizmente", conta Frederico Araujo, um dos atores do grupo.

A ocupação não conta com nenhum patrocínio

A ocupação, uma parceria com o Projeto_ENTRE, não conta com nenhum patrocínio, e o dinheiro arrecadado será utilizado para auxiliar na equipe técnica, locação de equipamentos, fretes e divulgação. Até o momento foram arrecadados apenas R$ 890,00 de um total almejado de R$ 12 mil.

"Temos consciência que estamos abaixo da meta, mas estamos chegando aos mil reais e confiantes que conseguiremos mais. Qualquer ajuda é realmente bem-vinda. Sabemos também que estamos em um momento de crise, as pessoas não precisam doar muito (doando 20 reais, por exemplo, você já ganha convite para um dos espetáculos), mas independente do resultado, a ocupação vai acontecer. E será linda, tudo feito com muita luta e muita paixão, como sempre fazemos".

Publicidade

A ocupação contará com apresentações de cinco espetáculos do grupo: Mó (2016); Sonho Alterosa (2015); Pequeno Quadro Público (2013); Cavalos e Baias (2012); e CACO - possível produção de memória para o espaço da casa (2010), de 31 de março de 2017 a 1º de maio de 2017.

Fundado há oito anos, #miuda é composto por 15 profissionais da área que se revezam em diferentes funções a cada peça. O grupo também conta com parcerias e colaborações na pesquisa e produção independente da arte no Rio de Janeiro.

Para contribuir é só pesquisar Miúda no Sérgio Porto no site Vakinha. #teatrosergioporto