Por volta das 5 horas da manhã deste domingo, 12 de fevereiro, dois policiais militares trocaram tiros em frente ao 12º Batalhão de Niterói, no Rio de Janeiro. Um deles trabalha neste mesmo batalhão, enquanto o outro trabalha no Ministério Público. Isso tudo ocorreu porque o policial lotado do Ministério Público relatou que, quando andava pela região, ouviu uma troca de tiros e decidiu averiguar a situação.

Após chegar ao local, ele avistou um homem, que estava armado, próximo ao 12º Batalhão de Niterói, logo, o policial militar do MP imaginou que este homem fosse algum criminoso que estava naquela região. Porém, este homem era um sargento à paisana do 12º Batalhão de Niterói, que se encontrava no local juntamente com sua esposa, que no momento estava participando de um protesto em frente ao batalhão.

Publicidade
Publicidade

Segundo o comandante da unidade, no momento estava ocorrendo um troca de tiros na favela do Sabão e alguns policiais militares estavam passando pela região em um carro do Ministério Público e avistaram o policial à paisana, que procurava se proteger daquela troca de tiros, pois ninguém ali sabia ao certo de onde os tiros estavam sendo disparados.

Os policiais do Ministério Público avistaram o policial militar atrás de um muro e, após isso, o identificaram como suspeito; um deles atirou contra o policial militar do Batalhão que estava à paisana. Os dois policiais militares trocaram tiros e assim o policial do 12º Batalhão de Niterói foi atingido por um dos disparos em suas costas e, após este ocorrido, o policial militar baleado foi levado para um hospital particular de Icaraí em Niterói.

Publicidade

Inicialmente, muitos pensaram que as trocas de tiros eram entre criminosos da região, mas, algum tempo depois, foi esclarecido que, na verdade, a troca de tiros foi realizada mesmo entre dois policiais militares. O caso está sendo investigado pela 76ª DP.

Mesmo após o inusitado incidente da troca de tiros entre policiais militares, os protestos ainda continuam, mas o policiamento segue normal na região. #rio de janeiro notícias #pm troca de tiro