#Edir Macedo, dono da Igreja Universal do Reino de Deus, já havia anunciado que estava, junto a muitos profissionais do ramo cinematográfico, planejando construir uma trilogia de filmes que vão tratar sobre a sua própria vida, tanto a pessoal quanto a profissional. A previsão para que tudo isso esteja pronto no ano de 2018, no entanto, mesmo antes de sair dos papéis, Edir Macedo já se torna polêmica pelo fato de que o portal TV Foco, citando informações do portal UOL, ter noticiado que já está certo que o pastor vai receber o patrocínio da #Prefeitura do Rio de Janeiro através do apoio financeiro da RioFilme, que é vinculada à Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações vindas da RioFilme, a Instituição afirma que essa atitude de patrocinar filmes nacionais que tratam sobre temas variados “visa o efetivo desenvolvimento da indústria audiovisual carioca”, disse a assessoria da empresa. Além da RioFilme, a trilogia de filmes sobre a vida de Edir Macedo também irá contar com o apoio da Paris Filmes, que entrará nesse projeto com alguns recursos. A notícia causou alvoroço nas redes sociais por parte das pessoas que não gostam da Igreja Universal e consequentemente do pastor Edir Macedo. Logo a rede associou a imagem de Edir ao prefeito do Rio, Marcelo #Crivella, que é declaradamente cristão e a favor de movimentos evangélicos.

Ao perceber o burburinho nas redes sociais, a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro havia soltado nota se justificando e explicando o ocorrido esclarecendo que “em nenhum momento foi solicitado à RioFilme qualquer apoio financeiro para o referido filme.”, disse a assessoria de imprensa, em nota pública.

Publicidade

A Prefeitura ainda explicou que “os investimentos da RioFilme são de conhecimento público e o resultado de seus editais publicados em Diário Oficial”, disse, destacando que a empresa está sempre de portas abertas para a população em geral bem como, também, para todos os veículos de comunicação que queiram saber sobre quais projetos a RioFilme irá apoiar ou não.

É importante lembrar que a RioFilme está sob o comando de um novo presidente, Marco Aurélio Marcondes, que no dia 16 de janeiro desse ano assumiu a presidência.