Publicidade
Publicidade

Pela primeira vez, 27 mil alunos da cidade do Rio de Janeiro ficaram sem aulas o que é um número recorde, tendo em vista que nenhuma cidade do Brasil fechou as portas de tantas escolas ao mesmo tempo prejudicando muitas pessoas.

Uma mega operação da polícia com apoio de tropas federais ocupou sete comunidades da Zona Norte da cidade. A mega operação desta segunda feira não alterou a rotina que atinge as escolas da região do Jacarezinho na Zona Norte do Rio de Janeiro.

As escolas estão fechadas desde a semana retrasada por conta das sucessivas operações policiais, já são sete dias úteis seguidos sem aulas ou qualquer outra atividade em 3 escolas, 4 creches e 3 espaços de desenvolvimento infantil prejudicando diretamente 2.400 crianças.

Publicidade

Moradores da região estão assustados e receosos por conta da violência evidente na região, pois já são 11 dias seguidos de tiroteio com 7 mortes, a maioria das vítimas são pessoas sem qualquer envolvimento com o tráfico e outras 8 pessoas foram baleadas e ficaram feridas.

Ontem a prefeitura do Rio fez uma reunião com diretores de escolas e decidiu suspender as aulas em 15 unidades do Jacarezinho por tempo indeterminado e também foi criado um grupo para avaliar a reposição das aulas em toda a rede.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, 41 escolas deixaram de funcionar ontem em toda a cidade por conta da violência.

Este mês, a Secretaria Estadual de Segurança do Rio criou novas regras para tentar evitar o surgimento de novas vítimas em confrontos nas comunidades. Sempre que possível as operações não devem ser feitas no horário de chegada ou saída dos alunos e os agentes não podem ficar baseados dentro de escolas e hospitais ou perto destes locais.

Publicidade

Na Rede Estadual de Ensino, os diretores têm autonomia para decidir suspender as aulas se avaliarem que há risco e mesmo assim, professores e funcionários não se sentem seguros.

No Jacarezinho a guerra diária também paralisou alguns projetos sociais como escolas de música que oferecem cursos gratuitos para 70 alunos que tiveram suas atividades interrompidas por conta da violência no local.

Na operação de ontem realizada pela polícia se obteve como resultado 43 pessoas presas, além de 300 quilos de maconha apreendidos pela Força Tarefa, 10 quilos de cocaína, duas granadas e munição.

O Secretário de Segurança do Rio disse que os policiais cumpriram mandados da justiça e que as ações de busca aos criminosos são necessárias para combater o tráfico de drogas e de armas. #operação policial #combate ao tráfico