A violência está cada dia mais afetando cada vez mais a vida dos cariocas, com constantes assaltos e tiroteios, até mesmo em comunidades que contam com as Unidades de Polícia Pacificadora.

O último confronto envolvendo facções criminosas rivais e a polícia está ocorrendo desde a madrugada do último domingo, dia 17, na Rocinha, que já possui uma Unidade de Polícia Pacificadora.

Tudo começou quando criminosos de facções rivais tentaram tomar o controle de venda de drogas na comunidade. Durante toda a noite houve intensos confrontos entre esses criminosos e a polícia [VIDEO], que ao saber da invasão, reforçou seu efetivo para tentar controlar a situação.

Publicidade
Publicidade

A base da Unidade de Polícia Pacificadora foi atacada na madrugada durante um desses confrontos, diversas casas ficaram com marcas dos disparos, carros foram completamente furados por balas que possivelmente seriam de fuzil.

A situação fugiu do controle na manhã da última sexta-feira (22), quando houve a partir das oito horas da manhã, um novo confronto muito intenso na comunidade, onde foi preciso fechar uma avenida muito importante, a Auto-estradão Lagoa Barra, que liga a Barra da Tijuca, a São Conrado, na Zona Sul. Por volta das onze e quarenta, o Ministro da Defesa, se reuniu com o Secretário de Segurança do Estado e ordenou que tropas das Forças Armadas se deslocassem para a comunidade, na tentativa de controlar a situação. Por volta das quatro horas da tarde, já era possível ver nas ruas de acesso e nos arredores da comunidade, várias viaturas do exército e até mesmo os veículos blindados do exército e da marinha.

Publicidade

Soldados da Marinha, do Exército e da Aeronáutica [VIDEO]também eram vistos se aproximando.

Alguns soldados fizeram salto de rapel, pois a suspeita era de que havia criminosos escondidos na mata.

Desde a primeira noite vários fuzis e munições foram encontrados e apreendidos. Algumas pessoas foram presas suspeitas de integrar o tráfico de drogas na região.

Todo esse clima de total confronto e tensão ocorreu durante os festivais do Rock in Rio, que é realizado no parque olímpico, na Barra da Tijuca. Muitas pessoas que vão ao Rock in Rio utilizam os arredores da Rocinha para chegar ao evento e ficaram com medo de que houvesse um novo confronto entre os policiais e os criminosos.

Essa confusão toda fez com que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia pedisse a exoneração do Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, o senhor Roberto Sá. #chegadeviolência #RioPedePaz