Na tarde de segunda-feira (11), um homem de nome não divulgado pela polícia, foi preso em uma abordagem policial em Salvador após roubar um veículo. Instantes após a prisão do homem, que apresentava uma carteira de "detetive", três mulheres foram à delegacia para reclamar um assalto. Dentre as vítimas estava a atriz da TV Globo Maria Zilda. O carro roubado dirigido pelo meliante pertencia às amigas da atriz.

Pouco tempo depois, uma quarta vítima chegou ao local e informou as autoridades policiais que o falso policial "detetive" havia tentado assaltá-lo, não logrando êxito na empreitada e fugindo em direção às suas próximas vítimas.

Publicidade
Publicidade

A abordagem policial

Como o índice de assaltos na região metropolitana de Salvador aumentou muito, os policiais da 52.ª CIPM de Lauro de Freitas abordaram o criminoso logo que o viram, de forma que ele não conseguiu ir muito longe após subtrair o veículo. A abordagem foi de rotina e a polícia não esperava que ele fosse um criminoso.

Segundo os policiais, o meliante já havia feito outros dois assaltos no decorrer do mesmo dia. O caso foi registrado na 23.ª Delegacia Territorial da cidade de Lauro de Freitas e o criminoso ficará preso até segunda ordem. O assaltante pode pegar entre quatro e dez anos de prisão, se não for reincidente.

A Bahia grita por socorro

Os índices de #Violência estão cada vez mais alarmantes na Bahia. Os casos registrados diariamente variam de crimes passionais a latrocínio.

Publicidade

Na última semana, uma professora foi morta a facadas e o seu noivo é o principal suspeito, sendo que o mesmo já se encontra preso para as investigações.

Nessa terça-feira (12), um homem foi preso acusado de matar o cunhado com golpes de facão. O #Crime aconteceu quando os dois se desentenderam enquanto bebiam em um bar. Além disso, assaltos a mão armada e explosões de caixas eletrônicas fazem parte do dia a dia de ocorrências no estado. A onda de assaltos, que há alguns anos se concentrava no Pelourinho e no litoral, se espalhou para a capital e região metropolitana, saindo do controle das autoridades. #Casos de polícia