Em meio a tantos crimes hediondos que vimos todos os dias na TV, e em meios de comunicação, parece que a barbárie não tem limites quando se trata de assassinar pessoas.

Renata Cerqueira, de apenas 20 anos, cometeu um #Crime contra sua própria filha, de apenas 3 meses, de forma brutal.

Entenda o caso

Renata inventou para familiares e a polícia que sua filha tinha sido sequestrada. Uma amiga de Renata chegou a criar uma manifestação pedindo Justiça para localizar os responsáveis pelo sequestro da bebê. Mas o que ela não imaginava era que a assassina era a própria amiga.

Segundo as informações do Correio24horas, Renata afogou a filha em um vaso sanitário, e a esquartejou  com um facão, dividindo-a em 3 partes.

Publicidade
Publicidade

A delegada relata que Renata colocou dois pedaços do corpo dentro de uma panela de pressão, e a cabeça enrolou em um saco de plástico e guardou em cima do guarda-roupa. O crime aconteceu na tarde de sábado (20).

Quando a mãe de Renata saiu para a manifestação organizada pela amiga da filha, Renata pegou a panela de pressão e colocou sobre o fogão. Logo depois, a avó do bebê chegou e estranhou o peso da panela de pressão em cima do fogão. E quando abriu, viu os pedaços do bebê.

A mãe de Renata então chamou a polícia, que reviraram a casa e encontraram a cabeça do bebê em cima do guarda-roupa, enrolada em sacos plásticos. Renata confessou o crime e foi levada para a delegacia.

Por que tanta brutalidade?

A acusada contou que acabou matando a filha porque estava descontrolada, com problemas emocionais, e sem condições de criá-la.

Publicidade

A delegada Valéria disse que a acusada contou que, toda a situação que estava vivendo a fez ficar muito nervosa, e que, segundo ela, não recebia apoio do pai da criança. Ela relata que o homem, ao saber que ela estava grávida, a abandonou. Passando por problemas financeiros, e emocionalmente descontrolada, ela tirou a vida da filha.

Valéria relata que, apesar das justificativas da acusada, em nenhum momento ela mostrou estar arrependida de ter cometido o assassinato. Ela está presa, aguardando a Justiça.

O crime chocante aconteceu em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. #Google #Casos de polícia