O caso aconteceu na cidade de Cocos, no interior da Bahia. O advogado Luís Wagner Rodrigues de Castro, suspeito de violentar sexualmente duas crianças com sete anos de idade, foi preso nesta terça-feira, dia vinte de setembro.

Segundo a delegada de Cocos, Luzmaia Cecília de Souza, em entrevista ao site de notícias do G1, o caso começou a ser investigado há dois meses, quando as mães das duas meninas procuraram a delegacia para denunciar o caso.

Segundo ainda Luzmaia, a esposa do advogado, suspeito de violentar as meninas, disse que era ameaçada de morte por ele, e que ela e a filha foram mantidas em cárcere privado no mês de junho.

Publicidade
Publicidade

Por isso, ao registrar a queixa contra ele, a mulher pediu a polícia também uma medida protetiva, para que o homem ficasse longe da família, e foi o que aconteceu.

A polícia cumpriu uma ordem de busca e apreensão na residência e no escritório de Luís Wagner, na cidade de Cocos. Nas buscas não foi encontrada nenhuma arma de fogo, mas os computadores e pen drives do advogado foram levados para apuração pelos policiais.

Até o momento não há suspeitas que o advogado tenha registrado ou reproduzido alguma imagem das meninas. A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da cidade de Santa Maria da Vitória, no interior da Bahia, foi informada do caso, e acompanhou o momento em Luís Wagner, suspeito do #Crime, recebeu a voz de prisão. A OAB de Santa Maria da Vitória também acompanhou as buscas e apreensões feitas pela polícia, à residência e ao escritório do acusado.

Publicidade

Ele foi encontrado em Coribe (Extremo-Oeste), levado para prestar depoimento, mas resolveu usar o direito de se manter calado e não se pronunciou sobre os crimes. Logo em seguida, Luís Wagner foi encaminhado para a carceragem de Santa Maria da Vitória, pois as celas da delegacia de Cocos encontram-se interditadas. Foi cumprido  pela polícia um mandato de prisão temporária contra o advogado, que poderá ser convertida em prisão preventiva, até que sejam concluídas todas as investigações. Neste momento o acusado se entra à disposição da justiça.

O advogado Luís Wagner irá responder pelos crimes de estupro de vulnerável e de cárcere privado.

Existe outra suspeita contra o advogado: de que ele tenha violentado sexualmente também a própria filha, que tem apenas cinco anos de idade.

A polícia esta apurando todos os fatos para que o acusado possa ser julgado e condenado por estes crimes. #Investigação Criminal