Na noite do último sábado (12), o cabeleireiro Valdir Macário, de 45 anos, foi assassinado a tiros em seu próprio salão de beleza em Salvador, Bahia. Dois homens foram flagrados pelas câmeras de segurança do local e são os principais suspeitos de terem cometido o #Crime. Nas imagens, eles aparecem invadindo o estabelecimento, enquanto alguns clientes ainda estavam aguardando atendimento. Um deles segurava uma metralhadora e aparece indo atrás do cabeleireiro que não conseguiu escapar dos bandidos.

No momento do homicídio, é possível ver um tumulto e correria no local, as pessoas presentes ficaram bastante assustadas com a confusão.

Publicidade
Publicidade

O crime aconteceu na Avenida Vasco da Gama, e Vladimir ainda atendida clientes quando os bandidos chegaram atirando. A Polícia Civil ainda investiga a autoria do crime, através das imagens será possível identificar mais facilmente a identidade dos assassinos. Ainda serão averiguadas as motivações do homicídio.

Nas cenas, duas mulheres que aguardavam atendimento aparecem e não sabem o que fazer quando se deparam com o homem armado. Elas ficam extremamente assustadas e parecem não saber se correm ou se esperam no local onde estão, para não correrem o risco de serem atingidas. Um dos criminosos ainda vai onde estão as duas e diz alguma coisa a uma delas, antes de retornar ao interior do salão onde Vladimir era mantido refém. Segundos depois, as mulheres aparecem tapando os ouvidos, o que indica o momento exato em que o cabeleireiro é morto pelos bandidos.

Publicidade

Conforme a polícia, o homicídio teria ocorrido por volta das 19h, e os bandidos fugiram sem levar nada. Dois outros suspeitos aguardavam do lado de fora do local com um carro para ajudarem na fuga.

Vladimir era muito querido na região e tinha um salão especializado em cabelos crespos. Muitos amigos e familiares se manifestaram nas redes sociais, dizendo ainda não acreditaram no que aconteceu. Muitas pessoas relataram que ele era uma pessoa alegre, inteligente e um excelente profissional e disseram ainda não entender as motivações do crime. O sepultamento ocorreu às 16h de domingo (13), no cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa ainda investiga o crime.

#Investigação Criminal