Essa semana, um homem identificado como Isaias, foi preso após se passar por agente da Polícia Militar, que trabalhava no serviço de Rondas Especiais. Ele foi detido no bairro Mata Escura, em Salvador depois de ficar comprovado que o mesmo usava identidade falsa para enganar as pessoas. O homem fingiu por bastante tempo ser Caio Robert Ribeiro Júnior, um PM, e, além disso, dizia às pessoas que estava com câncer e passava por sérias dificuldades financeiras.

Diversas pessoas próximas a ele foram enganadas, tudo indica que a farsa tenha durado pelo menos dois anos. O suposto Caio, angariava dinheiro de amigos, pois relatava a elas que estava muito doente e precisava comprar remédios, pagar aluguel e que o salário de policial não era suficiente.

Publicidade
Publicidade

O farsante chegou até a inventar que tinha uma filha que morava no Rio de Janeiro e que deveria pagar a pensão dela, senão seria preso. Foram tantas as mentiras que para os amigos, agora é difícil precisar se existiu algum ponto de verdade nas histórias contadas por ele. Uma delas, e talvez a mais absurda tenha sido a narrativa de que seus pais também eram militares e haviam sido mortos por traficantes quando ele tinha apenas doze anos de idade.

Segundo testemunhas que foram enganadas por Isaias, em nenhum momento os amigos desconfiavam dele, pois tudo indicava que ele era uma pessoa idônea. Para um deles que considerava o homem praticamente seu irmão o choque foi brutal. A farsa se mantinha, pois Isaias possuía diversas fotos postadas nas redes sociais em que aparecia de farda, na rua ou dentro de casa, e os amigos o ajudavam sem nem questionar.

Publicidade

Essa vítima talvez tenha sido a mais enganada pelo homem, que chegou a transferir dinheiro da conta do pai dela que tinha acabado de morrer. O homem que não foi identificado, disse que pouco tempo depois da morte de seu pai, Isaias transferiu o dinheiro que estava na conta do idoso para a sua conta corrente.

Segundo os investigadores, outras quatro pessoas foram lesadas pelo criminoso que levava uma vida dupla e cheia de mentiras. As vítimas já realizaram boletim de ocorrência e foram ouvidas pela polícia. Nos relatos disseram que até o aluguel do homem chegaram a pagar. Isaias agora ficará a disposição da justiça. #Crime #Casos de polícia