Por volta das 4h da madrugada de hoje, 14, um grupo de homens com os rostos cobertos com capuz interceptou 2 ônibus da empresa Expresso Metropolitano na cidade de Simões Filho. Eles determinaram que o motorista, o cobrador e os passageiros desembarcassem, jogaram combustível e colocaram fogo no interior dos veículos, causando pânico nos moradores do município, situado a 31 km de Salvador, capital baiana.

A população de #Simões Filho acordou aterrorizada com a cena de um ônibus totalmente queimado pelo ato criminoso em frente ao supermercado Supercia e outro da mesma forma, a poucos metros, ao lado de um ponto de ônibus no bairro do Cia I.

Publicidade
Publicidade

Na mesma manhã, horas depois, os criminosos repetiram o mesmo ato de vandalismo, desta vez queimando um micro-ônibus da Cooperativa de Transporte de Simões Filho (COOTASF), que foi interceptado na Avenida Elmo Serejo Farias, próximo ao cemitério da cidade, no Laboré, no bairro Cia II.

O Corpo de Bombeiros acionou equipes nos 2 locais de incêndio, mas os veículos já estavam completamente destruídos pelas chamas.

Supostamente ato terrorista foi represália por morte de traficante

Conforme informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, na noite de ontem, dia 13, policiais militares do Pelotão Tático Ostensivo (PETO) da 22ª CIPM, realizando uma operação de repressão ao tráfico de drogas na localidade conhecida como Fazenda Nova, no bairro da Pitanguinha, trocaram tiros com um #grupo de traficantes armados e um deles foi alvejado e socorrido até um hospital, mas acabou falecendo.

Publicidade

A Polícia Militar incrementou o policiamento da cidade, enviando viaturas de rádio-patrulhamento especializado da Companhia Independente de Policiamento Tático da Região Metropolitana de Salvador (CIPT-RMS) para apoiar a 22ª Companhia de Polícia Militar de Simões Filho, no intuito de realizar rondas ostensivas em toda a cidade para prender os criminosos.

A Polícia Civil de Simões Filho também está empreendendo investigações para capturar os meliantes, apoiada pelo Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC) e pela Superintendência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

Clima de medo continua

Com medo de mais ataques, as empresas de transporte coletivo anunciaram para a população que vão recolher a frota para suas respectivas garagens às 18h deste sábado e a população permanece vivendo um dia de terror com a possibilidade de acontecer mais ações de vandalismo. #ônibus totalmente queimado pelo ato criminoso