O bloco “Siri Com Todi” foi uma atração curiosa no #Carnaval de Salvador, na Bahia. Ele era composto por mais de 200 evangélicos que foram às ruas da Bahia pedirem para que os foliões se convertessem e aceitassem a Jesus. Os evangélicos entraram no circuito Barra-Ondina (Dodô) antes da chegada de Ivete Sangalo e do cantor forrozeiro Wesley Safadão. Com bandeiras e gritos religiosos, os evangélicos cantaram músicas gospel embalados por um trio elétrico, na última quinta de carnaval, 23. Haviam dois grupos de evangélicos na avenida Oceânica: um estava a desfilar ao longo da avenida e o outro estava concentrado no final do percurso. Ambos com o claro objetivo de levar a palavra da Deus aos foliões do Carnaval de Salvador.

No repertório musical dos evangélicos, havia músicas de Xuxa, “A Rainha dos Baixinhos”, de Cid Guerreiro e da banda do Som do Cèu. Além desses, foram ouvidas canções do grupo Diante do Trono, de Ana Paula Valadão e de Aline Barros. Os dois grupos de evangélicos também carregavam panfletos, estandartes e bandeiras com salmos da Bíblia. O material foi distribuído pela comunidade Liga da Bíblia e o grupo prezou para que frases como “Arrependa-se dos seus pecados e creia em Jesus”, fossem falados e divulgados por toda a avenida carnavalesca.

“É um tempo perdido que pode ajudar a salvar vidas”, disse a turista evangélica do Rio Grande do Sul, Ana Luisa Rockemback, de 29 anos, que participava do bloco naquele momento e aprovou a medida. “O objetivo é aproveitar a visibilidade da festa para conscientizar as pessoas da importância do evangelho”, disse Mirta Montalbo. Ela, que é missionária periana, disse à Folha que ver com bons olhos a inserção evangélica no Carnaval da Bahia, pois, segundo a religiosa, o carnaval é uma festa de massa onde milhões de pessoas estão participando e ‘precisando’ serem convertidas na palavra de Deus, através do Evangelho.

Demora para entrar na avenida

Alguns foliões reclamaram da demora para entrarem nas ruas onde os blocos carnavalescos estão desfilando no Carnaval de Salvador. De acordo com alguns transeuntes, existe certa vagarosidade por parte da Polícia Militar, que tem fiscalizado todas as pessoas que tentam entrar nas avenidas. #evangelicos #2017