Um duplo #assassinato seguido de #Suicídio foi registrado na quarta-feira (15), em um prédio no Loteamento Aquarius, no bairro da Pituba, em Salvador, na Bahia. Na ocasião, um subtenente da Polícia Militar identificado como Cláudio Guimarães Müller de Azevedo, 43 anos, assassinou a sua companheira de 36 anos, e o seu filho, de 11 anos, em seguida, cometeu suicídio.

Segundo informações do perito criminal Ríbio Januário, uma pistola ponto 40 foi encontrada ao lado do corpo do militar. Ríbio Januário disse também que o corpo de sua esposa foi encontrado dentro do quarto do filho, já o corpo do filho e o do militar estavam dentro do quarto do casal. Os três corpos foram recolhidos do apartamento onde moravam por volta das 17 horas de quinta-feira. Conforme informações repassadas pela polícia, o subtenente chegou no seu apartamento por volta das 1h20 da madrugada e cerca de meia hora depois vizinhos ouviram disparos de arma de fogo vindo do apartamento de Cláudio.

Ainda de acordo com a polícia, tanto a esposa quanto o filho de Cláudio foram baleados com três tiros, já Cláudio morreu com um tiro na cabeça. Segundo a polícia, no apartamento não havia indícios de que a porta foi arrombada. A polícia ainda não tem uma informação concreta que explique o que levou o policial a assassinar a esposa, filho, em seguida, cometer suicídio. Entretanto, vizinhos e familiares serão ouvidos pela polícia e as imagens das câmeras de vídeo monitoramento do prédio serão analisadas pela polícia.

Veja a reportagem completa em vídeo logo abaixo

O caso

Na madrugada de quarta-feira, os vizinhos do casal teriam ouvidos disparos de arma de fogo vindo do apartamento de Cláudio, entretanto, os corpos das vítimas só foram encontrados no período da manhã quando policiais chegaram no apartamento. Amigos de Cláudio, que preferiram ficar no anonimato, relataram que Cláudio estava escalado para trabalhar no período da manhã de quarta-feira.

Ainda de acordo com os amigos, como o policial não atendeu nenhuma ligação feita pelos colegas, os mesmos resolveram ir até à residência do policial. Entretanto, a família do PM, como mora no mesmo prédio, tem a chave do apartamento. Ao entrarem no local os corpos das vítimas foram encontrados. Conforme a Polícia Militar, Cláudio era lotado na 35ª CIPM, e fazia parte da corporação há 18 anos. #Investigação Criminal