Um advogado foi detido, nessa terça-feira (4), suspeito de estuprar as próprias filhas no município de Vitória da Conquista, no sudoeste da #Bahia. A Polícia Civil prendeu o homem depois que laudos comprovaram que houve violação dos órgãos genitais das duas meninas, uma com 11 e outra 12 anos de idade. As informações são do portal G1 Bahia.

Publicidade

O crime foi descoberto depois que uma professora desconfiou ao ler uma redação em que uma das meninas conta estar infeliz, segundo as investigações. A educadora diz ter achado estranho a declaração, levando o caso para a direção da escola. Logo em seguida, a instituição tomou medidas e procurou o Conselho Tutelar, que denunciou o caso à polícia.

O advogado do suspeito afirmou que a mãe não participa da criação das vítimas e, portanto, está sob os cuidados do pai, ainda de acordo com as investigações. Depois da decisão, as meninas estão morando com uma família acolhedora. O suspeito está preso no Conjunto Penal de Vitória da Conquista.

Tio é suspeito de abusar de sobrinha de 4 anos

Esse não é o primeiro caso de #Estupro dentro do círculo familiar na Bahia. Em março deste ano, um tio foi preso por ter praticado um suposto #Abuso Sexual contra a sobrinha de 4 anos na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador. De acordo com as investigações, o homem teria praticado sexo oral na vítima.

A polícia contou também que o abuso teria acontecido dentro do carro que estava estacionado na residência onde a #criança morava em abril de 2016. O suspeito, segundo o delegado João Uzzum que investigou o caso, praticou o crime assim que viu a menina brincando no local, quando foi abordada e levada para dentro do veículo. A família, assim que ficou sabendo das práticas abusivas, denunciou o caso à polícia.

O suspeito, que foi preso após a Justiça ter expedido o mandato, também respondeu por outro crime. O delegado João Uzzum informou ainda que o homem que praticou o crime já tem passagem por abuso sexual infantil. Nesse caso, a investigação não informou quando e onde o crime ocorreu.