Antigamente, a região Nordeste que sofria pela falta de água. Agora, quem também está sofrendo com a escassez de água é a região Sul. Ao que parece, apenas a região Norte e Centro Oeste ainda não entraram em estado de calamidade de falta de água. Apesar do Brasil ser um país rico em recursos hídricos, há locais que sofrem com as massas de ar quente, que estão ganhando o espaço das massas de ar frio. Esse é um dos motivos que resultam em pouca chuva, que no momento afetam principalmente a região Sul e Nordeste do país.

Em São Paulo, os níveis de reserva d'água estão baixos e caso o excesso do consumo continue, poderá haver uma escassez no abastecimento hídrico.

Publicidade
Publicidade

Já está ocorrendo limitação na distribuição de água para evitar o desperdício, porém, se continuar a não chover, os níveis do reservatório chegarão ao estado crítico. A população de São Paulo está perplexa com a alta de água, pois muitos estavam acostumados a usá-la em abundância.

As autoridades estão fazendo o possível para sanar está situação. Mas o melhor a ser feito é economizar a água e esperar que os reservatórios voltem a encher. O PAC será usado para beneficiar a população de São Paulo na escassez de água. Serão realizados investimentos para obras a fim de aumentar a quantidade de água no estado.

Uma das estratégias a ser tomada é a distribuição de água da bacia do Rio Paraíba para o Sistema Cantareira. Com isso, haverá uma transposição de água para São Paulo. Entretanto, a obra tem um preço alto de cerca de 830,5 milhões, e será realizada pela Sabesp.

Publicidade

A presidente Dilma e o governo de São Paulo estão empenhados neste projeto e em outras soluções para ajudar os paulistanos.

Enquanto isso, além da escassez de água em São Paulo, outras obras estão sendo realizadas para atender a escassez de recursos hídricos na região Nordeste como a transposição do Rio São Francisco. 

O Brasil está empenhado em solucionar os poucos recursos hídricos de algumas regiões e investir em projetos para solucionar esta situação. Vale lembrar que a falta de água faz parte de um processo climático do planeta, em que vários fatores interferem na intensidade das chuvas.