A Avenida Morumbi, na Zona Sul, foi fechada por manifestantes na manhã dessa segunda-feira. Em frente ao Palácio dos Bandeirantes, os manifestantes pediam para que o governador Geraldo Alckmin finalmente assumisse a gravidade da #Crise hídrica de São Paulo e que buscasse soluções para o problema. A avenida ficou parcialmente interditada por mais de duas horas.

De acordo com Maria Inês Dolcci, coordenadora institucional da Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) e organizadora da manifestação, é necessário que o governador reconheça que há racionamento e que detalhe as medidas que o governo está adotando para contornar a falta de água em São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A expectativa é que ele venha a público e diga que a população paulista está enfrentando uma crise hídrica grave. No ano passado, Geraldo Alckmin mentiu durante a campanha eleitoral ao dizer que a população não enfrentaria falta de água. Para Dolcci, o governo precisa iniciar um trabalho de conscientização, pois as pessoas sentem uma falsa segurança hídrica.

Uma das personalidades que chamou a atenção no protesto foi a drag queen Tchaka. Ela levou uma caixa de isopor com gelinhos para distribuir entre manifestantes e imprensa. Tchaka fez foto com cartazes, estendeu uma canga no asfalto e ainda limpou com pano seco a placa de entrada do Palácio do Governo. 


O protesto fechou a Avenida Morumbi por cinco minutos no sentido Ponte do Morumbi. Depois das 11h20 da manhã, os manifestantes estenderam faixas pela rua e sentaram no chão. Nas faixas havia mensagens como "qual é o plano B?".

Para que o trânsito não ficasse muito prejudicado, a Polícia Militar deu orientações e quem trafegava no sentido bairro pode passar pela contramão, por uma faixa.

Publicidade

A manifestação foi encerrada por volta do meio-dia sem nenhum registro de incidente.

No começo de janeiro, a Proteste conseguiu derrubar a multa de 100% na conta de água para quem gastasse mais do que a média. A ideia da Associação é barrar a medida até que o governo decrete o racionamento oficial de água.