A chuva veio muito forte na capital paulista no dia de hoje. Um recorde de congestionamento causado pela tempestade entrou para a história, com inacreditáveis 294 km de filas, às 19h da noite. Alguns especialistas apontam que a maioria dos problemas de São Paulo é a falta de planejamento da cidade. 'Nossos rios são assoreados, sem cuidados especiais. Quando temos chuvas como essa, a cidade fica um caos', destacou um cidadão.

Linhas de trem por toda a região foram afetadas como umas das mais importantes do estado, que são as do centro, do ABC paulista e da Zona Leste. Estas foram travadas por córregos e rios que transbordaram e impediram o avanço dos veículos.

Publicidade
Publicidade

O transtorno não parou por aí: devido à queda de um raio, a Linha 7 Rubi foi interrompida, além de haver conflitos entre pessoas na Estação Palmeiras-Barra Funda, que chegaram a depredar um trem, as bilheterias e até luminárias. A polícia foi logo acionada devido a essas ocorrências lamentáveis em meio à tamanha anarquia que pairava sobre a cidade.

Uma vítima

Árvores caíam em todos os bairros da região, mas uma em específico na Rua Tupi, na região de Santa Cecília/Pacaembu, por ser grande demais, derrubou um fio que caiu sobre um homem que acabava de sair do carro. José Machado foi eletrocutado quando saía de seu veículo, e morreu no local. Ele tinha 47 anos e administrava empresas.

Segundo relatos, muitos outros locais foram alagados e tiveram queda de árvores, como na Bela vista, onde uma árvore tombou e praticamente obstruiu a passagem.

Publicidade

Essa mesma árvore ficou pendurada pelos fios de condução de energia, o que causou a queda da eletricidade nas redondezas.

A Prefeitura, através do CGE ( Centro de Gerenciamento de Emergências), concluiu que todas as regiões devem estar em estado de atenção. Dados afirmam que choveu quase 100 milímetros em uma hora, e várias subprefeituras decretaram também estado de alerta devido aos alagamentos.

O corpo de bombeiros, juntamente com a polícia, estão fazendo o possível para tornar a situação mais clara, para que se resolva com rapidez. Porém os recordes de congestionamento e muitos acidentes e alagamentos, nos dizem que a grande capital Paulista demorará alguns dias, ou semanas, para se recuperar novamente.