No final de semana de Páscoa deste ano de 2015, acompanhamos o incêndio de grandes dimensões que atinge tanques de gasolina e etanol da empresa Ultracargo. Como já foi noticiado aqui na Blasting News, é possível ver a fumaça negra a quilômetros de distância. Vamos agora conhecer a Ultracargo, dona do combustível que queima há mais de 2 dias.

Uma história de crescimento

A Ultracargo é uma empresa que faz parte de um dos maiores grupos econômicos do país, a empresa de capital aberto Ultrapar. A Ultrapar tem sua história iniciada em 1937, com a Companhia de Gás a Domicílio, atual Ultragaz. Com apenas 3 caminhões e menos de 200 clientes, a empresa se torna pioneira na introdução do gás GLP como gás de cozinha, substituindo os tradicionais fogões a lenha.


Já em 1999, é concluído o IPO - Oferta Pública Inicial - de ações da Ultrapar. À partir de então, a empresa de gás passa a ter suas ações negociadas nas bolsas de valores de São Paulo (Bovespa) e de Nova York (New York Stock Exchange - NYSE), desde então, o retorno total médio das ações foi de 22% ao ano. Poucos anos depois, em 2003, ocorre a aquisição do trabalho operacional de distribuição de GLP da Shell no Brasil, a Shell Gás, permitindo à Ultragaz alcançar a liderança no mercado de GLP.

Dados de uma empresa sólida

Com o passar dos anos, a Ultrapar segue sua história de crescimento, fazendo com que seus dados publicados no dia 25 de fevereiro de 2015, relativos ao balanço anual de 2014 sejam dignos de reconhecimento do mercado. Entre eles podemos destacar:

  • Patrimônio = mais de 7 bilhões de reais
  • Lucro líquido anual = 1,2 bilhões de reais
  • Quantidade de sócios pessoa física = mais de 11.000 investidores
  • Participação no índice Ibovespa = 2,65%
  • Distribuição de dividendos (por ação) = R$1,42
  • Preço de fechamento da ação UGPA3 na bolsa (02/04/2015) = R$65,70

A formação estratégica do grupo

A Ultracargo é a responsável pela logística, no que tange a armazenagem de granéis líquidos. As outras empresas que formam a Ultrapar são Ultragaz e Ipiranga, responsáveis pela distribuição; Oxiteno, indústria química do grupo. Embora o incêndio em Santos seja de grande proporção, percentualmente a perda não deverá ser desastrosa para o grupo, visto que no terminal de Santos existem 175 tanques (até agora somente 6 foram perdidos). Além disso, ainda existem vários tanques em outros 6 terminais instalados em diversos pontos do Brasil. A Ultracargo está presente nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul, baseadas nas demandas dos polos petroquímicos e de combustíveis destas regiões. Certamente, os acionistas podem dormir tranquilos pois este incêndio provavelmente não afetará de forma significativa a bela história da empresa.

Serviram como fontes de informação:  Site institucional da Ultrapar - seção Perfil e História e seção Investidores;  Página com dados da companhia no site da BM&FBovespa e  Balanço anual 4T14. #Negócios