Com o crescimento acelerado dos centros urbanos no Brasil, o processo de distribuição dos produtos agrícolas acabou se tornando muito complexo, ineficiente e caro. A forma de comercialização - vendas diretas ou indiretas desses produtos - gerava algumas dificuldades na composição do preço, concorrência entre produtores e principalmente na distribuição dos produtos aos varejistas (supermercados, mercearias, restaurantes, dentre outros). Diante desse problema, o Governo Federal brasileiro decidiu intervir no mercado, com a criação das Centrais de Abastecimento.

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo, conhecida como CEAGESP ou por Ceasa foi criada em maio de 1969, pela fusão de duas empresas mantidas pelo Governo do Estado de São Paulo: o Centro Estadual de Abastecimento (CEASA) e a Companhia de Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (CEAGESP).

Publicidade
Publicidade

Sua função é de facilitar a comercialização, distribuição e armazenamento de produtos hortifrutigranjeiros, garantindo de forma sustentável a infra estrutura adequada e necessária para que os comerciantes executem suas atividades com garantia de segurança. A companhia abre espaço para a locação, onde comerciantes privados, chamados de permissionários comercializarem seus produtos dos produtores aos varejistas (super e hipermercados, mercearias, quitandas, restaurantes e sacolões). Desse modo, a CEAGESP tem especialidade no recebimento, armazenamento e comercialização de alimentos voltados à #Agricultura.

ACEAGESP da capital está localizado na cidade de São Paulo e é considerado um dos maiores mercados mundiais (sendo o maior da América Latina em volume de comercialização). A companhia representa um importante elo na cadeia de abastecimento de produtos hortícolas, que possibilita a produção do campo, chegue até a mesa das pessoas com regularidade e qualidade.

Publicidade

A Companhia conta com 12 unidades comerciais que estão distribuídas pelo interior paulista, localizadas em: Araçatuba, São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Marília, Bauru, Araraquara, Ribeirão Preto, Franca, Piracicaba, Sorocaba, São José dos Campos e Guaratinguetá. Tendo como objetivo se aproximar dos centros consumidores e produtores, desta forma estimulando as economias locais. Cada uma dessas centrais está localizada em pontos estratégicos, próximos a rodovias para fácil circulação, tornando o processo de recebimento e distribuição das mercadorias mais eficiente. As mercadorias vêm de cidades ou estados próximos, pois têm que ser transportadas com frescor e qualidade, sendo necessário que o transporte seja rápido, devido ao produto ser altamente perecível. Além disso, são necessários outros cuidados, como manuseamento correto e com qualidade na hora do transporte para não ocorrer danos à mercadoria.

O agronegócio pode ser classificado como o maior negócio mundial em participação, bem como do Brasil.

Publicidade

Dessa forma, pode ser considerado o segmento mais importante do nosso país, tendo uma grande contribuição para balança comercial e sendo responsável por 25% a 30% do PIB nacional.(Confederação Nacional da Agricultura)

A CEAGESP tem total envolvimento com o agronegócio, já que suas atividades giram em todo dele. Podemos entender agronegócio como #Negócios voltados ou que saem da produção agropecuária (produção vegetal ou animal).

De forma geral, podem-se definir cinco principais atividades que compõem o agronegócio, sendo elas: Insumo a produção, agricultura e #Pecuária, agroindústria, distribuição e consumidor final.