Um assalto na última sexta-feira (28) em um shopping em Taubaté, no interior de São Paulo, causou um prejuízo de cerca de R$ 200 mil para uma revendedora de produtos Apple.

Sete bandidos entraram no shopping e seguiram até a loja, rendendo os funcionários e clientes e, em seguida, saquearam o estoque de produtos e equipamentos do estabelecimento, levando iPhones, iPads e o dinheiro que estava no caixa. Sem cobrir o rosto e usando bonés, os indivíduos não se inibiram com as câmeras de segurança ou até mesmo com os vigilantes do shopping.

As câmeras registraram toda a ação e mostraram que os bandidos tinham alvo certo: a loja de produtos eletrônicos. Em pouco tempo, eles encheram várias bolsas com produtos e saíram pela parte da frente do shopping.

Publicidade
Publicidade

Imagens do circuito interno de #Televisão foram liberadas pelo shopping e exibidas na TV Vanguarda, afiliada da TV Globo no Vale do Paraíba. Elas flagraram o assalto e o momento que os assaltantes saíram com as bolsas cheias. Os bandidos deixaram três carros estacionados em uma rua ao lado do shopping e saíram em fuga sem deixar pistas. Um deles chegou a atirar para o alto e também acertou um bombeiro, que após ser atendido no pronto socorro da cidade, não corre risco de morte e passa bem.

Lojas da Apple são alvos

De acordo com a notícia divulgada pelo jornal Correio do Povo, no Rio Grande do Sul, assaltantes levarem 60 aparelhos telefônicos e televisores de LED em fevereiro deste ano em uma loja de Novo Hamburgo, no interior gaúcho.

Outras cidades do interior paulista como Bauru, Santos, São José dos Campos, Mogi das Cruzes e agora Taubaté também foram assaltadas em menos de três meses e uma loja em Fortaleza no Ceará também relatou três ocorrências.

Publicidade

Segundo a Delegacia de Investigações Gerais da Polícia Civil de Taubaté, até o momento ninguém foi preso e as suspeitas são que a mesma quadrilha de bandidos também tiveram participação em outros roubos a lojas da #Apple no país.

Pelo alto valor que os produtos possuem e também pela facilidade de repassar os equipamentos, lojas do tipo estão sendo alvos frequentes.  #Violência