De acordo com uma lista divulgada pela Secretaria Estadual da #Educação, e publicada nos jornais desta quinta-feira (29), apenas uma escola de São Bernardo do Campo será atingida pelo remanejamento proposto pelo governo.

A Escola Estadual Prof. Tito Lima, localizada no Riacho Grande, única atingida pelas mudanças propostas, será utilizada a partir de 2016 apenas por alunos do Ciclo I do Fundamental (1º ao 5º). O prédio será repassado para a Prefeitura de São Bernardo, pois nesse ciclo, o ensino é de responsabilidade da administração municipal.

Com essa modificação, as escolas de São Bernardo do Campo, administradas pelo #Governo estadual, terão ciclo único a partir do próximo ano.

Publicidade
Publicidade

O Ciclo II, etapa que compreende o período entre o 6º e o 9º, será atendido pelas escolas Anesia Loureiro Gama, Doutor Baeta Neves, Brazilia Tondi de Lima, Professor Carlos Pezzolo, Professor Euclydes Deslandes, Doutor Francisco Emygdio Pereira Neto, Maria Iracema Munhoz, Professora Maria Osório Teixeira, Maria Regina Demarchi Fanani, Professora Maristela Vieira, Mizuho Abundancia e Omar Daibert Reverendo.

Para o Ensino Médio, ficam direcionadas as seguintes unidades escolares: 20 De Agosto, Doutor Adail Luiz Miller, Professor João Batista Bernardes, Doutor João Firmino Correia de Araujo, João Ramalho, Professor Joaquim Moreira Bernardes, Doutor José Fornari, Mario Franciscon, Professor Mauricio Antunes Ferraz, Professor Nelson Monteiro Palma, Santa Dalmolin Demarchi e Diplomata Sergio Vieira De Mello.

Publicidade

No próximo dia 14 de novembro, estudantes e pais participarão do chamado "Dia E" da Educação, no qual serão tratados todos os assuntos e temas envolvendo o remanejamento, conteúdo programático e o sistema de ensino em geral. Mesmo diante da pressão por parte de professores e sindicatos, que temem demissões e prejuízos, Herman Voorward, secretário de educação, garantiu que o plano de mudanças seguirá em andamento e que os resultados trarão benefícios a todos. A Prefeitura de São Bernardo não quis comentar as mudanças envolvendo a escola do Riacho Grande. #Geraldo Alckmin