A cidade de São Paulo, que já amanheceu nublada, com "cara de poucos amigos", logo cedo, já enfrentou muito ferro e fogo: manifestantes, moradores da área do Cebolão, construíram barricadas enquanto protestavam contra a reintegração de posse na Marginal Pinheiros. O trânsito ficou complicadíssimo na manhã desta terça-feira, 6, prejudicando muito a utilização das vias por pessoas que precisavam trabalhar e sair da cidade.

Como se não bastasse, todas as pistas foram fechadas por volta das 6h10, sendo liberadas apenas meia hora depois, às 6h40. O congestionamento chegou a 4,6 km, em um percurso com início na Ponte Eusébio Matoso até o Cebolão, onde aconteceu o ato.

Publicidade
Publicidade

A Polícia Militar chegou por volta das 6h ao local ocupado pelos manifestantes, posicionando-se no gramado da Marginal, enquanto entulhos com fogo ateado eram jogados na pista para que barricadas fossem construídas. Os policiais usaram balas de borracha e bombas de dispersão moral para conter a massa.

Uma equipe de bombeiros foi necessária para combater os focos de incêndio causados pelas manifestações violentas. Três veículos chegaram a ser atingidos por pedras e outros objetos, como estacas de madeira, jogados por moradores participantes do ato. Alguns moradores chegaram a se concentrar no acostamento da Marginal. Os moradores são participantes do movimento MTST.

A Secretaria de Segurança Pública informou que a reintegração foi solicitada pela Empresa Metropolitana de Águas e Energia S/A (EMAE), proprietária da área ocupada por cerca de 70 pessoas, o que corresponde a cerca de 40 famílias, em moradias de madeira e lona.

Publicidade

O juiz Renato Guanaes Simões Thomsen, da 4ª Vara Cível do Foro Regional IV Lapa, determinou a desocupação de um terreno localizado na avenida Nações Unidas, no acesso à rodovia Castello Branco, zona oeste da capital.

Por volta das 8h, a demolição dos barracos existentes no local começou a ser executada por retroescavadeiras. Segundo a CET (Companhia de Engenharia do Tráfego), São Paulo registra 65 quilômetros de congestionamento. #Manifestação #Blasting News Brasil #É Manchete!