Ricardo Yuki Hoshino (11), é protagonista de uma história real "desenhista talentoso", ele faz réplicas idênticas de fotos e tem 11 anos, e Sandra Longhi (tradutora) foi tocada pelo talento de Ricardo. Depois de ler uma matéria sobre o garoto, ela virou fã e resolveu presentea-lo. Sandra mora na Itália, e os presentes escolhidos foram duas caixas de lápis de cor importada (da Itália e da Inglaterra).

“A minha viagem para o brasil, já estava certa para o fim desse mês, e assim que vi as fotos eu fiquei bastante impressionada. Obviamente que já sou sua fã (risos). Para receber os presentes em São Paulo, eu entrei em contato com o irmão de Ricardo pela internet.

Publicidade
Publicidade

Eu queria que ele tivesse as melhores marcas, e para isso tive que fazer uma busca em Milão'', comentou  Sandra, que  como uma forma de agradecimento irá ter um retrato seu feito pelo pequeno desenhista..

O material que o garoto precisa para dar vida aos seus desenhos é lápis e borracha. Ricardo tem como base as fotografias.  Ricardinho, até pensou na possibilidade de começar a desenhar utilizando cores, para isso teria que pedir para seus pais,  

As caixas de lápis de cor, que foram um presente de Sandra para Ricardinho, trouxeram uma ''responsabilidade'' para o garoto, de zelar  pelos 64 lápis.  “Cada vez que sou presenteado com materiais, que remetem para o desenho, eu tenho mais vontade em continuar. O presente que a Sandra me deu, eu estou cuidando muito bem e assim terminar vou guarda-los”, falou o pequeno desenhista.

Publicidade

Poucos dias que antecediam o Dia das Crianças, Ricardo foi protagonista de uma matéria feita pelo portal G1.  Depois que seus avós viram o resultado de seu desenho, ele já pensou em solicitar a eles que comprassem lápis de cor. "Meu padrasto, minha mãe e meus avós ficaram extremamente orgulhosos pelo resultado do desenho. Nesse dia eu disse para minha mãe que gostaria de estudar para saber desenhar, ela me deu muito apoio. Eu não faço nada por obrigação e sim porque gosto'', relatou Ricardo.

Já tem quase um ano que Ricardinho iniciou as aulas de desenho, uma vez por semana. O seu professor Henrink Ribeiro disse que o seu aluno tem mesmo o dom. “Muitas crianças da mesma idade, não tem o mesmo talento e a mesma capacidade que Ricardo. Eu acho que ele tem uma inteligência extraordinária. Se ele fizesse menos bagunça aqui no ateliê, com certeza seria muito bom para ele(risos)”, falou em tom de satisfação Henrink. #Educação #Blasting News Brasil #É Manchete!